Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Sobre o Leonel C. Martins

09.08.20 | asal

Seguem vários testemunhos sobre a pessoa do nosso amigo Leonel Cardoso Martins. AH

Testemunho

António Luís2.jpg

Soube agora pelo Facebook do falecimento do Dr. Leonel Cardoso Martins.
Tive o privilégio de ter sido seu aluno de Português, Latim e Grego durante o Ensino Secundário no Colégio Diocesano de Santo António em Portalegre de 1972 a 1974.
Professor de grande nível intelectual, distinguia-se pelo trato afável e familiar com os alunos, criando um ambiente pedagogicamente adequado à autoestima e à motivação pelo saber.

Sendo um exímio comunicador, transmitia com facilidade os conhecimentos e os valores que estão na base de pessoas cultas e bem formadas.

O Prof. Leonel foi sem dúvida um dos Professores que me deixou saudades e uma marca positiva em muitos aspetos da vida. Os meus sentidos pêsames a a família.

António Luís

Mais comentários:

Anabela Rocha Que Deus lhe dê o eterno descanso, e condolências à sua família, 🙏

Jose Do Carmo Também não sabia do seu falecimento. Foi meu professor no CDSA e no Magistério Primário em Portalegre. Homem com muita categoria tanto como pessoa como professor. Sentidas condolências a toda a família...

José Farinha Alves Subscrevo inteiramente tudo o que o Ant. Luís escreveu.
Foi um dos professores que me deixou melhores memórias.
O Grego que sei foi ele que mo ensinou todo.
Obrigado doutor Leonel.
Sentidos pêsames à família.

José Maria Morgado Martins Também fui aluno dele na disciplina de Grego.
Subscrevo totalmente o elogio que lhe fazes.
As minhas condolências à família.

Meu Caro António Henriques,
Junto envio o poema de homenagem ao Leonel integrado no opúsculo " Olá, Professores I" que apresentámos no encontro de Castelo Branco, para publicação na Animus Semper.
Um abraço,
J. Mendeiros
 

Leonel Cardoso Martins

 

Nasceu em S. Pedro do Esteval, a 16 de setembro de 1938.

Foi professor de Grego.

 

Olá, professor Leonel Martins!

Leonel 1.png

 

Alfa, beta, gama, delta e por aí fora …

É a cantilena de que me lembro, agora.

Quem não sabe grego, o clássico,

sabe menos e sai de cena,

pois nunca o aprenderá, por não valer a pena…

Talvez um dia… como rezam as lendas,

o venha a estudar…lá mais para as calendas…

Nós sabemos pouco, mas sabemos ler,

 escrever, traduzir, retroverter,

não a falar, claro está,

que o grego não é fácil de aprender.

O nosso, erudito,

é a lembrança do tempo que ficou para trás

na linha do tempo que deixou rasto,

mas que se esquece e se desfaz…

Ficaram as fábulas de Esopo, com lições de moral

para contar, como um diário,

no nosso imaginário…

Os grandes filósofos, como Sócrates,

Aristóteles e Platão,

que não passam e estão sempre à mão!

E bem nos lembramos da velhinha frase

“Conhece-te a ti mesmo”,

máxima de vida, sentida,

gravada, cantada e mil vezes em grego repetida

nas vibrações do som de um antigo gramofone:

“ Gnothi, gnothi, gnothi seauton”                                   

J. Mendeiros