Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Poesia no último dia...

31.12.18 | asal

Pires da Costa.jpegTerminamos o ano com este poema do Pires da Costa, um grito contra a hipocrisia e o cinismo e um apelo à vida com sentimentos verdadeiros. AH   

 

                               MEDITAÇÃO

 

 

Aqui banquetes, além a fome;

Aqui palácios, além barracas.

E o mundo, tranquilo, dorme,

Indiferente a estas marcas!

 

Aqui peles e sedas, além nudez,

Há dosséis e camas de cartão,

E o Mundo, em cega pacatez,

Avança inerte e sem reação.

 

Simula atitudes com hipocrisia,

Em solidariedade ocasional.

Vive-se no patamar da apostasia,

Dando sopas quentes p’lo Natal.

 

Pios gestos, cinismo profundo,

Simulacro ignóbil da caridade.

Envergonhemo-nos deste mundo

De injustiças, egoísmo e vaidade.

 

Esforcemo-nos, sejamos capazes.

Ao alto, se erga e agite a chama

Da vida que, em horas fugazes,

Em nós vibra, crepita e clama.

 

Em preclaro renascer reluzente

Da tua consciência adormecida,

Humanidade, ergue-te, sê gente,

Inflete tua caminhada suicida!…

 

    Pires da Costa