Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Pensar pouco - mundo louco!

27.03.19 | asal

DEZ  PENSAMENTOS

pires da costa.jpg

 

Se penso que penso, não penso.

Mas penso que estou a pensar.

O pensar é um  delta imenso,

Onde se juntam o rio e o mar.

 

Se pensarmos como um burro,

Poderão de nós pensar mal,

Se nos escapar algum urro,

Próprio do referido animal.

 

Pensar mal dum casmurro,

Se nosso pensar ele retém,

Podemos sofrer forte murro,

Num sítio que não convém.

 

Se pensar é mau para alguém

Muito pior será não pensar.

Pensa o pobre o pouco que tem,

O rico pensa a vida a esbanjar.

 

Há cabeças que dão embaraços,

Se vamos em abóboras pensar:

Aquelas, ocas, dão p’ra cabaços,

Nestas, há miolo para alimentar.

 

Ninguém pensa só por querer,

A vida é pensar permanente.

Se o pensar queremos conter,

Ele foge para outra corrente.

 

Se pensássemos mais um pouco

No que pensamos sem pensar,

O mundo seria menos louco,

E alguns males podiam acabar.

 

Pensam os do governo sem parar,

Pensam os das oposições a esmo.

Pensam todos para nos enganar,

Pensam todos buscando o mesmo.

 

 

Depois de pensar desta maneira,

Disse p’ra comigo, com sisudez:

Se todos escrevem a sua asneira,

Também chegaria a tua vez…

 

 

São nove quadras que já pensei,

Misturando as mãos com os pés,

Como foram dez que planeei,

Havia nove, com esta, são dez.

 

Como os planos são para cumprir,

Deixo de pensar e vou dormir…

 

 A. Pires da Costa