Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Os nossos doentes

02.05.20 | asal

Apresentação1.jpgHoje fui visitar os nossos doentes, aqueles que sabemos se encontram em maiores dificuldades.

O telefone é nestes dias um meio de comunicação bem útil, pois só assim podemos entrar na casa dos familiares e amigos. E foi o que fiz, resistindo à modorra que nos invade quando as coisas não nos correm a contento. 

Em Portalegre, o nosso colega e grande amigo Leonel Cardoso Martins pôde atender-me com alegria, com uma voz mais agradável que da outra vez, mas resistindo a dizer que está bem e falando mesmo em dores de há um ano para cá. São várias complicações, sem saber quando estará livre de grandes cuidados. Ainda não foi desta que pudemos pegar no latim para nos distrairmos...

Do João Torres Heitor tinha recebido boas informações ainda há pouco por parte do Joaquim Nogueira e do Mendeiros. Já deixou o hospital, onde foi operado, e encontra-se em casa. Mas, depois de alguma recuperação nos primeiros dias, agora parece que retrocede e encontra-se numa situação de quase limite perto do coma, como me disse hoje a Margarida, sua esposa. Vamos fazer força para ver se ele ainda está algum tempo mais connosco. 

Do Zeca - José de Jesus André, sabemos que as melhoras se acentuam. Numa longa conversa com a sua esposa Fernanda, soubemos que ele se encontra com mais ânimo, já conseguiu falar com ela e com os filhos em França, ele que andava triste por não saber nada de ninguém. São terríveis estes dias pela doença e pela ausência dos nossos. Mas hoje soubemos muito mais: não é só o Covid-19 que o derrotou e tem prolongado a sua permanência no hospital. O pior foi a bactéria hospitalar que lá apanhou e que perturbou seriamente a sua recuperação. Perdeu por completo a massa muscular e já se pensa na necessidade de ele ter de frequentar a medicina de recuperação. Deve passar para o hospital de Faro (estas bactérias tramam-nos a vida, já o dizia bem o Joaquim Nogueira, que muito sofreu em idêntica situação...).

Há um Centro de Recuperação em S. Martinho de Alportel, Algarve,  disse a Fernanda. 

Continuamos a desejar a todos melhores dias, no isolamento a que nos obrigamos. E que Deus nos anime!

AH

2 comentários

Comentar post