Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

O mundo está perdido...

Isto é de mais! Aonde chega a escrita criativa?!

 

CARTA DA AVÓ PARA A NETA

Pires Costa.jpg

 

 Publicação – Pires da Costa

 Com autorização explícita  da autora e da receptora, devidamente  comprovada pela lei vigente no país.

    

 minha querida neta sãozinha

  

Tu nem calculas a alegria que tive ao receber a tua carta foi uma felicidade tão grande que tu não imaginas porque ainda não foste avó e vê-se logo que tu és muito minha amiga pois eu sei de outras avós que nunca recebem cartas das netas e gostavam muito de as receber só no dia em que o teu pai nasceu é que tive uma alegria maior pois considero-o o melhor dia da minha vida que aquilo esteve um bocado complicado que o bebé não havia maneira de sair e eu ali a gemer com aquelas dores todas o que me valeu foi a Josefa que era a mulher do senhor josé roxo não sei se roxo se escreve com xis ou com cê agá que ela nem era parteira mas costumava ajudar quando as vacas do marido que era agricultor pariam os bezerros e por isso era a mulher mais entendida naquilo dos partos da aldeia e até como a coisa estava a ficar complicada e eu aos gritos  e ela muito calma o teu avô começou a ficar nervoso mas quando o teu pai saiu e ficou tudo bem graças a nossa senhora ela disse ao teu avô vê senhor João que correu tudo bem olhe que a mim nunca me morreu um bezerro no parto e às vezes quando a coisa é mais complicada é que saem as melhores crias veja só o seu filho que está ali uma bela criança ainda outro dia tive um parto duma vaca e o bezerro não havia maneira de sair assim como o seu filho e  hoje é o bezerro mais perfeito que eu lá tenho e até já disse ao meu zé para não o vender e para ficar a cobrir as nossas vacas quando for grande e realmente o teu pai também se fez uma bela figura de homem que elas era a mim a mim mas teve sempre muito juízo porque saiu ao pai dele mas eu fiquei muito contente com tudo o que disseste só aquilo do que a tua mãe diz quando o teu pai fala a meu respeito é que não gostei tanto mas eu já estou habituada pois aquilo é feitio dela  e os feitios às vezes não são os que nós queremos quem diz isto é o senhor possidónio que nome esquisito nem sei se é com dois esses como escrevi ou se é com um ç de cedilha que é um colega meu da universidade sénior e que é muito entendido em muitas coisas e eu até acho que ela até nem é má pessoa pois bem vi que quando o teu avô que deus lá tenha morreu e vocês cá estiveram a gozar as faltas do nojo que é uma coisa muito boa que o governo fez mas não foi este foi outro porque a lei já é muito antiga para tratar dos papéis e outras coisas a tua mãe até disse ao teu pai assim com ar pesaroso que lhe custava muito eu ficar cá sozinha em casa e que com vocês é que eu estaria bem pois podia ajudá-la a lavar a loiça e a fazer a comida para me distrair mas que não podia ser porque a casa só tem três quartos o dos teus pais o teu e o do cão e andar a abrir e a fechar o sofá da sala de jantar todos os dias era muito maçador e o sofá também é muito duro e o teu pai até disse que o cão podia pôr-se na varanda que é grande e arranjava-se uma casota para ele dormir mas a tua mãe disse logo que não ia agora pôr-se o cãozinho a apanhar frio toda a noite e que até se podia constipar e estranhar por deixar o quartinho dele coitadinho que  dantes é que os cães andavam de graça e ainda levavam porrada do dono mas agora desde que veio o deputado do pan ou do pão já nem sei como se diz até já podem comer nos restaurantes que coisa mais esquisita que eu nem queria acreditar mas por isto vê-se logo que ela também tem bons sentimentos pois se vocês não tivessem cão eu ia dormir no quarto dele e até quando vocês cá estiveram no verão passado ela me disse que o cão tinoco tinha estado muito doente e que até se lembrou muito de mim pois se ele morresse eu podia ir lá para vossa casa uns dias e dormia no quarto dele até arranjarem outro e eu até nunca digo mal dela às pessoas minhas amigas e muito menos à minha vizinha Lucrécia também não sei se é assim com um cê de cedilha ou se é com dois esses que tem uma língua que é maior que a légua da póvoa deus me livre era o mesmo que dizer também mal do meu filho  que a escolheu para mulher dele e da minha neta que também tem o seu sangue e a família é sempre a família e deus me livre de fazer o que fez a vizinha que mora três prédios ali à frente que tirou a fala à nora só porque ela fuma e diz que a sogra não tem nada com isso que se meta na vida dela e acho muito engraçado a coincidência que se deu depois de tu me teres dito na tua carta que tinhas uma aula chamada escrita criativa e agora cá na universidade também há essa disciplina é engraçado ou não é e eu segui o teu conselho e também me matriculei  e estou a gostar eu não sei é se  o meu professor também sabe chinês como a tua professora como ainda lá ando há pouco tempo sinto-me assim como que acanhada mas qualquer dia  que o apanhe assim a jeito pergunto-lhe e depois digo-te e sabes o que ele nos mandou escrever foi sobre o homem com a letra grande mas eu escrevo tudo com letra pequena  pois acho que os homens todos são homens mas eu estou um pouco embaraçada porque  penso assim como é que eu vou escrever sobre o homem com letra grande que quer dizer sobre todos os homens se eu só conheci um homem na minha vida que foi o teu avô que não é por me gabar mas era um belo homem com bigode e tudo eu não gostava muito mas como sei que ele gostava nunca lhe disse nada porque senão ele dizia-me se não queres larga e calava-me logo porque eu bem o conhecia  por fora e por dentro ai que vergonha eu dizer isto assim mas é a verdade e é tudo tão verdade que eu até me farto de dizer que só namorei com ele e depois casei com ele  que assim é que deve ser não é como agora que pegam neste e naquele que é uma vergonha e eu digo-te isto tudo porque sei que tu não és dessas mas sabes quem podia fazer um bom trabalho lá na aula mas ela não anda lá era a minha vizinha  joana lucrécia que vê lá tu casou três vezes mas essa até se entende porque eles morreram todos e ficou três vezes viúva não sei o que é que ela lhes fazia que se ficaram todos como um passarinho só não sei quando ela morrer e for para o outro mundo com qual deles é que ela ficará casada isto é uma salgalhada muito grande e agora até me estou a lembrar de uma conversa que houve lá na padaria onde vou todos os dias ao pão e onde apareceu o senhor Ambrósio que mora cá na minha rua e que nunca se casou e a vizinha locádia  disse-lhe quando a joana lucrécia ficou viúva a última vez que ele é que podia aproveitar e casar com ela que já era herdada de três homens e devia ter muito dinheirinho e ele atirou uma gargalhada e disse então a vizinha quer ver-me morto apesar de sempre nos darmos bem então não vê o que aconteceu aos outros e eu agora ia meter-me na boca do lobo nessa é que eu não caio quem mata três também mata quatro que eu até lhe disse ai vizinho não diga isso nem a rir  porque ela bem chorou  quando faleceu o terceiro marido que eu até fui ao funeral e sabes o que ele disse chorou muito e bem porque já tinha muita prática e abalou a rir-se mas eu até me sentia envergonhada e só agora é que me lembrei de te perguntar se sãozinha que é como eu te chamo sempre se escreve com zê ou com um esse fui ver ao dicionário mas não estava lá essa palavra devem-se ter esquecido que é para que quando eu fizer um trabalho lá na escrita criativa e queira falar de ti se o senhor professor mandar escrever sobre  a neta  eu escrever bem o teu nome que senão é uma vergonha só te peço agora que não demores muito tempo a responder-me  pois o meu   professor que eu até nem sei a idade dele mas sei que se chama António Henriques não sei bem se é henrique se henriques mas acho que henrique era melhor porque   é singular e ele é só um e não dois isto da gramática é uma coisa muito complicada e então chamo-lhe só senhor professor antónio porque sempre fui bem educada e ele é muito competente e amigo de explicar tudo muito bem mesmo aos alunos e às alunas que são assim mais atrasadinhos e atrasadinhas como eu pois só fiz a quarta classe de adultos já há muitos anos e de principio até me envergonhava porque lá na aula há alguns alunos e algumas alunas que têm cursos  e escrevem muito bem que até é um gosto ouvir ler, como é o caso da dona Mercedes que se senta sempre ao meu lado e que me costuma dizer para eu estar à vontade porque na nossa universidade somos todos iguais pois uns sabem mais dumas coisas e outros doutras e perguntou-me se eu sabia cozinhar e eu disse que não era por me gabar mas cozinho muitos pratos que toda a gente gaba e dizem que são uma delícia como por exemplo o ensopado de enguia e então ela disse vê é como eu lhe disse que eu até tenho um curso que é das matemáticas e não sei estrelar um ovo  é um ambiente muito agradável e por isso é que eu gosto de lá andar e ninguém tem peneiras que sabe mais do que os outros e gostei muito de te escrever esta carta que és a minha neta e que até me tratas por vocemessê e eu trato-te por tu que é como pertence não é como agora que o que mais  se vê por aí os avós a tratarem os netos por você e os netos a tratarem os avós por tu e depois dizem que não há respeito nem vergonha, como é que há-de haver mas sempre te quero dizer que se um dia te casares e me deres um bisneto ou bisneta eu até aceito que me tratem por tu, pois como dizem que de velha se torna a menina e os meninos se tratam todos por tu já está bem esta agora saiu-me muito boa não achas e para terminar  recebe um grande beijinho da tua avó que nunca te esquece .

                                       

   felícia das dores

Mais sobre mim

foto do autor

PORQUÊ

VAMOS COMEÇAR

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D