Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Mais um texto de férias

António Rodrigues.jpg

Com muita piada, o António Rodrigues fala da minha praia... Agora, nem brasileiras há. Só seniores!... AH

 

ÚLTIMO DIA DE FÉRIAS NA PRAIA DE ALVOR

 

Pelas 8 horas, sou acordado pela Senhora que dorme todas as noites comigo e que, como sabem, gosta mais da praia do que da família toda.
- Vá levanta-te para ires comprar o pão para irmos para a praia porque hoje está um dia espetacular. Eu finjo que ainda estou a dormir, mas não adianta e mesmo ensinado lá vou à padaria.
- Por favor, quero 10 papo secos bem cozidos, um rissol de camarão e um pão com chouriço.
Tomado o pequeno almoço e preparado o farnel para o dia todo, estamos prontos para seguir viagem e cantando o "vamos à lá playa oh oh oh oh oh".
Agora que já chegamos, vamos montar a " barraca": 2 chapéus de sol, 2 cadeiras, 1 tapa vento se necessário, 1 geleira e mais 1 saco com o resto da tralha. Neste momento, começa um bebé a chorar.
Depois das besuntices, resolvo ir avaliar a temperatura da água. E devagarinho para não sofrer um ataque de hipotermia, neto na água o dedo grande do pé e asim os outros dedos e por tamanho até ao calcanhar. Entretanto, vejo chegar ao meu lado, com cara de quem vem apertadinha para fazer xixi. Põe as mãos na cintura e disfarçadamente vai andando até ter água pelos joelhos e, alguns instantes depois, nota-se a sua cara de aliviada. Dirige-se para junto do seu marido, quando este está admirando um monumental topless, mesmo à sua frente.
- Você, está olhando prá onde, pergunta a mulher que o topou.
- Eu estava apenas admirando como você nada muito bem, meu amor.
- Eu nadando, seu safado?! Quase que nem molhei meu maiô e você me gingando seu cafageste! E pumba...com um chapadão nas focinhas do marido, terminou esta cena de um casal que deve ser brasileiro e que pelo sotaque penso que será da zona de Goiânia.
E o bebé cada vez chora mais.
Há outro casal de idosos que, além da toalha de praia, trouxeram também um toalhete para limparem a cara depois do banho, um par de barbatanas também os acompanhou, talvez para arejarem apenas porque não saíram do sítio. E assim vamos passando o dia, ora apreciando os "cromos", uns mais engraçados do que outros e tomando umas valentes banhocas e uns bem quentinhos banhos de sol.
Agora está na hora de comer a sandes e beber uma bejeca, mas o bebé não pára de chorar.
Mais ou menos pela hora do lanche, aparece o vendedor das bolinhas de Berlim e cujos slogans são os seguintes: " olhá bolinha do Alvor que é recomendada pelo senhor doutor"; "há também bolinhas de chocolate que são tão boas que é um disparate": e ainda: " olhá bolinha algarvia que dá pouca saúde, mas muita alegria, durante todo o dia".
Depois de chorar o dia todo, finalmente o bebé pronuncia as primeiras palavras: "pôla mamã, vamos embola pôqueu já estou fato da meda desta aleia". Depois de desabafar com a saída deste palavrão que lhe estava atravessado na garganta, o bebé finalmente deu uma sonora gargalhada de plena e verdadeira felicidade.
E nós aproveitámos para dizer adeus à praia até para o próximo ano.

António Rodrigues

Mais sobre mim

foto do autor

PORQUÊ

VAMOS COMEÇAR

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D