Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Mais um tema para sábado

IMG_20180130_170401.jpg
No próximo sábado, outro tema que vai ocupar as nossas atenções durante o Encontro de Linda-a-Pastora é a reflexão que o João Lopes fará acerca do recente livro publicado pelo Florentino Beirão - "Salazar e a Escola Primária - Concelho de Castelo Branco". Para aguçar o apetite, publica-se esta pequena notícia saída num jornal da região. AH 
 
 
Florentino Beirão apresenta "Salazar e a Escola Primária"
 

«Salazar e a Escola Primária – No Concelho de Castelo Branco é o título do livro da autoria de Florentino Beirão, que foi apresentado sábado em Alcains.
Na apresentação da obra, o autor recordou que o principal objetivo do livro “foi revisitar parte da minha infância, nos anos em que frequenteis a escola primária em Alcains, na Escola da Pedreira, entre 1951 e 1955”.
Florentino Beirão relembrou, por isso, alguns episódios da sua vida enquanto criança, para adiantar que no livro, “através das suas páginas, poderemos tentar compreender que cidadão o Estado Novo tentou socializar, para se integrar na sociedade idealizada pelo regime Salazarista. Tudo o queFlorentino.jpg se programa para a escola, de modo totalmente centralizado, com o mesmo figurino, devia contribuir para que a criança fosse educada para viver num estado com características autoritárias a exigir obediência cega aos superiores, detentores da verdade absoluta”.

Acrescentou que “através deste livro, poderemos auscultar o modo de como o Estado Novo tentou construir o seu Homem Novo, por oposição ao velho modelo do cidadão republicano, supostamente, antipatriótico, anticlerical e liberal”.
Florentino Beirão adiantou também que “ver-se-á ainda de como a Igreja, sobretudo através da sua hierarquia, muito se colou ao Estado novo, no desenvolvimento das suas políticas autoritárias, católicas, imperialistas e censórias”».

In «Gazeta do Interior» - 7/06/2017