Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

IURD - de que se fala

«...Como a IURD deu e dará muita conversa e polémica, será bom termos uma ideia do que estamos a falar. Uma Igreja tão polémica - que nos invadiu recentemente - convém compreender as suas intenções mais profundas, para avaliarmos o logro de tantos que, por ignorância ou fraqueza, caem nas malhas de tão malfeitores. A superstição e a charlatanice sempre encontram terra fértil entre as pessoas mais simples e desesperadas da sociedade. Tão dura para muitos, pobres e ignorantes.», diz o Florentino.

Eu também acho que vale a pena debruçar-nos sobre o tema. Obrigado, Florentino! AH

Florentino.jpg

 

Igreja Universal do Reino de Deus

 (IURD)

 

Origem

No início, foi fundada, em 1977 a Igreja Mundial do Poder de Deus, por Edir Macedo e o seu cunhado, Valdemiro Santiago, no Rio de Janeiro – Brasil. Após a dissidência entre eles, em 1998, Macedo funda a sua igreja no Rio de Janeiro, numa pequena loja a qual denominou de "Igreja Universal do Reino de Deus". Edir Macedo nasceu em 1954 e é filho de pai comerciante.

As raízes da IURD encontram-se nas igrejas pentecostais - protestantes da América do Norte, onde existem Igrejas Pentecostais. (Pentecostes era a festa judaica das sementeiras, 50 dias após a Páscoa). Por esta razão, a IURD se denomina como Igreja neo - pentecostal. O seu centro é o Reino do Espírito Santo (Pentecostes-fim dos tempos) que se segue ao reino do Pai (Antigo Testamento-criação do mundo) e ao do Filho (Novo Testamento-redenção). Por esta razão, os fiéis desta igreja são batizados, por imersão, no Espírito Santo.

Trata-se, portanto, de um movimento protestante que pretende uma renovação dentro do cristianismo. A ênfase da sua doutrina, como protestante, tem como foco a experiência direta e pessoal de Deus, através da Bíblia.

A IURD, apesar de ter nascido no Rio de Janeiro, mudou a sua sede, em 2014, para a cidade de S. Paulo, onde construiu o grande Templo de Salomão (entre 2010-2014), à imitação do antigo templo do reino de Israel. Por esta razão, a maior parte das pedras deste edifício vieram de Israel. Este enorme edifício ocupa 70.000 m2, 16 campos de futebol. Alberga 10.000 fiéis.

Segundo Edir Macedo, os fiéis devem provar a sua fé através do dinheiro – a dízima - que doam à IURD. Deste modo, foram nascendo os milhões que tornam esta igreja um potentado económico, espalhada por 180 países. No Brasil, além da riqueza material, controla a política do país. Os vereadores – deputados - são escolhidos pelos bispos.

 

A doutrina

A IURD acredita na Trindade de Deus, salvação pela fé, em Jesus Cristo, na vida eterna, na infalibilidade da Bíblia, no céu, no inferno e no juízo final, batismo por imersão no Espírito Santo, cura divina, Ceia do Senhor, dízima e ofertas, imposição das mãos para curar e nos demónios que povoam as pessoas e o mundo. É contra as imagens das igrejas (Macedo pontapeou uma imagem da Virgem, em público), crê no nascer de novo, testemunhos dos fiéis miraculados na IURD, dar novo sentido à vida aos desempregados, divorciados, doentes, prostituição, drogas, toxicodependentes. HIV..

Todos estes males são devidos ao poder do demónio nas pessoas.

Deste modo, a IURD tira a responsabilidade às pessoas porque é ao diabo que cabem todos os males das pessoas. Uma doutrina reducionista. Poder mágico, superstição.

 

Os Símbolos

Um coração vermelho com uma pomba branca. Significa o Espírito Santo no Coração de cada pessoa. O candelabro judaico (menorá) e uma cruz.

O slogan mais usado nas suas celebrações é o seguinte; pare de sofrer…Jesus Cristo é o Senhor.

As suas reuniões acontecem nas 2ªs feiras, para o progresso financeiro dos fiéis, já convertidos. Nas 4.ªs e domingos, para todos, à procura do Espírito Santo, nas 6ªs para libertação dos possessos do demónio. Acreditam ainda na Fogueira Santa de Israel, onde depositam os seus pedidos de prosperidade financeira - bens materiais. Os pedidos são queimados e enviados para Israel. “Quem der tudo à IURD, receberá tudo de Deus” (Edir Macedo)

Neste momento, estão ao serviço de cerca de oito milhões de fiéis, espalhados por 180 países, e contam com 320 bispos e 14.000 pastores e obreiros.

A principal fonte de riqueza da IURD são as televisões (Record), as 78 rádios, a internet, espalhadas por todo o mundo, e ainda algumas revistas e livros escritos por Edir Macedo e bispos da igreja. Tem 6.000 templos, incluindo Portugal, porta aberta para a Europa.

Não têm faltado denúncias criminais a Edir Macedo pelas suas polémicas práticas de extorquir dinheiro (dízima).

Em Portugal, são acusados pelo roubo de crianças, entregues aos pastores da IURD que não podiam ter filhos, por ordem de Macedo. Tal facto muito se tem denunciado, nomeadamente, a TVI, que fez deste caso uma reportagem contundente. A polícia judiciária já se encontra a investigar vários casos polémicos de mães que ficaram sem os seus filhos.

Edir Macedo, no Brasil, já foi preso acusado de charlatanice, curandeirismo, em Maio de 1992.

Edir governa a sua igreja com mão militar. Uma espécie de exército. Os seus bispos vão de um lado para o outro “apenas com as suas esposas e uma mala na mão”.

Tem projetos sociais sobretudo em África e em alguns países pobres, como já teve em Portugal, com infantários ilegais, de onde retirava ilegalmente crianças para os bispos e pastores da igreja.

Florentino Beirão

Jan.2018