Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Feira das melancias

26.08.19 | asal

Recordações saborosas e amargas da nossa juventude. Hoje fala o Virgílio! AH

Virgílio Moreira.jpg

 

24 DE AGOSTO

- FEIRA DE S. BARTOMOLEU EM PROENÇA-A-NOVA


Feira que na minha juventude me deixou muitas recordações a mim e a todos os jovens daquela época, em especial das melancias compradas em sociedade e comidas na devesa, no muro que servia de mesa e cujas cascas depois do manjar eram recolhidas por quem naquela época tinha nas redondezas um porquito para engordar e eram alguns.

Mas foi na madrugada de 23 para 24 de agosto de 1975, que já no findar da guerra colonial em Angola, o nosso destacamento da Camuanga foi atacado e da sede da companhia partimos em seu auxílio. Quando chegámos, o cenário que encontrámos era desolador, o destacamento estava totalmente destruído pelas morteiradas do inimigo. No terreno, estavam quatros corpos, os restantes resistiram até que puderam, tendo depois feito uma retirada estratégica para a mata - não podia ser de outra forma, um destacamento a nível de pelotão era um cordeiro no meio de lobos e a uma distância da sede da Companhia de largos quilómetros...

Curvo-me perante a memória daqueles meus quatro camaradas, que por decisões erradas pagaram com a vida. Naquele dia, para mim e restantes camaradas o 24 de agosto de 1975 não trouxe o doce sabor duma talhada de melancia, comida na devesa, mas sim a dor imensa de vermos partir quatro dos nossos.

Lembrá-los-ei para sempre.

Virgílio Moreira

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.