Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Escutismo no Seminário

06.03.20 | asal

João Neves1.jpg

Não é a primeira vez que falo de escutismo com o João Correia Neves. Prometi há uns meses ir ter com ele para colher mais informações e o encontro aconteceu ontem em Algés.

O João, com 82 anos, andava em Portalegre em 1958 e fez do escutismo a sua grande bandeira de entusiasmo. Não durou muito tempo, pois saíu do seminário no 10.º ano por questões de doença e não mais voltou, mesmo depois de se ter curado.

Foi um dos primeiros que abraçou o lema "Alerta para servir", entregando-se à tarefa de cumprir com devoção as regras novas que o C.N.E. lhe estava a recomendar. Era mais uma novidade que nos entrava portas dentro na nossa formação para a vida e decerto mexia com o dia-a-dia daquela grande casa. Sim, dizia ele, fazíamos reuniões de formação, fazíamos fogos de conselho à noite... E acampamentos? - Isso não! Nos fins de semana não íamos para o campo.

Mas, depois de fazerem as primeiras promessas em 22/06/1958, houve três deles que avançaram para o primeiro Campo-Escola em Agosto/58, onde durante uma semana se viam enredados em grandes trabalhos de formação para a vida: viver no campo com o mínimo, fazer mesas, nós, aprender os sinais de pista (que o ajudaram muito na tropa!), aprender a cozinhar, preparar a participação nos fogos de conselho, saber viver em patrulha...

Escutismo1.jpg

Vamos a nomes, de acordo com a foto que aqui fica e que outros amigos poderão completar. Nesta foto, temos 7 dos primeiros escuteiros e um chefe nacional do C.N.E: 

Em cima(esq.): Manuel Duarte Luís), Chefe Geral para a Expansão- Manuel Gonçalves Rodrigues, João Chamiço Porfírio e Manuel Lopes Nunes (da Sertã); em baixo: José Pires Afonso (Juncal), Fernando Moreira Leitão (da Beira Alta), Américo Ribeiro Agostinho e João Correia Neves.

Escutismo4.jpg

Ao Campo-Escola de Agosto atreveram-se a ir três: o João Correia Neves, o José Pires Afonso e o Fernando Moreira Leitão. Estes três formavam lá a patrulha Javali, com o lema "Persiste e vencerás".

O João conserva religiosamente o seu Caderno de Caça, onde escrevia apontamentos, fazia desenhos e acompanhava a formação dada no Campo-Escola de Barcarena. E até foi avaliado:

Escutismo5.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Desse Campo-Escola, há uma foto dos participantes a nível nacional, mas nem o João se consegue reconhecer no meio de tantos.

Outros apontamentos:

Nas fotos em GALERIA que se seguem, podemos ver outros pormenores muito interessantes:

- mensagem do Assistente Nacional, P. João Ferreira, a saudar os primeiros escutas nas vésperas das promessas, a foto do Campo-Escola, as atividades de cada dia, uma capa da "Flor de Lis" e o emblema dos caminheiros que se colava à camisa e o João conserva com muita alegria. E, muito interessante, o preço de todos os apetrechos da farda para a promessa - 163$00 (?!)

Brevemente seguirá o resto da conversa. AH