Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Em Portugal morre-se de abandono.

22.11.18 | asal

CRISTINA PERES - Cristina PeresJORNALISTA DE "Expresso - Interacional"

 Em Portugal morre-se de abandono.

Morre-se de falta de desenvolvimento

 

Quem tivesse acabado de desembarcar em Portugal depois de umas várias semanas passadas num “país em desenvolvimento” bem poderia perguntar-se onde desembarcava, afinal, assim que lesse as notícias deste domingo e segunda-feira. Num Estado-membro da União Europeia, duas crianças e três adultos foram encontrados mortos num casebre indigente em Sabrosa, Trás-os-Montes, por inalação de monóxido de carbono para não morrerem de frio. As cinco vítimas foram a enterrar ontem e durante a celebração da missa, o bispo de Vila Real lembrou que era o Dia Internacional dos Direitos das Crianças. Estavam 500 pessoas na igreja e fora dela, uma pequena multidão. No domingo tinha sido o dia dos pobres, disse D. Amândio Tomás: “É um mundo de injustiças”.

Nesse mesmo país, há anos que se previa um aluimento da estrada de Borba, aquela que arrastou consigo carros e pessoas para o fundo das pedreiras que a ladeavam. Todos os dias por lá passava um autocarro escolar com 50 crianças. Aconteceu no mesmo país do turismo florescente, que paga milhões pela garantia de ter a sua capital como sede da Web Summit por dez anos.
Ontem à noite já tinha sido recuperado o corpo de um dos dois trabalhadores que foram arrastados para o fundo da pedreira de Borba, reportava o JN. Um comentário no Facebook demonstrava perplexidade perante o desaparecimento da via de paralelepípedos: “Isto é o Portugal dos Portugueses, esse idílico destino de férias, cheio de prémios e essas m…as! Estrada de Borba, 19 de Novembro de 2018”.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.