Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

E sou eu outra vez!

08.09.21 | asal

Não é costume, mas desta vez cá estou eu outra vez a falar dos acontecimentos do dia. Não sei como classificá-lo. Há dias, disse que foi um dia especial... E hoje, que IMG_20210906_163149.jpgesperávamos por aqui um dia chuvoso, capaz de nos tirar o apetite de irmos à praia, tive mais surpresas que vieram animar a pasmaceira de quem faz apenas cura de sol e iodo dias a fio...

O José Andrade veio com a esposa passar aqui dois dias. Ele já sabe que este sol é diferente e veio repetir o gozo de umas horas calmas e repousantes connosco. Houve tempo para falarmos de muitos assuntos, nem sempre a acordarmos na IMG_20210907_145611.jpgmesma visão e solução, o que faz com que cada um leve para casa matéria para pensar. O diálogo é também isto: - porque é que os outros são diferentes de mim? Até me faz lembrar a história daquela mãe que dizia que todos os soldados estavam errados e só o seu filho marchava com o passo certo!...

E falávamos os dois dos amigos quando o telefone toca e o António Patrocínio fala do outro lado: - «estou aqui, no largo da igreja, a olhar para a praia. Tu estás mesmo aí abaixo?» - Claro que estava, pois vim para aqui só para isso. E ele desce os 70 degraus e foi uma alegria esta manhã a conversar os três na praia. Tanta matéria referida na sua tarefa de regularizar a situação fiscal dos bens da diocese... E vieram à fala os testemunhos do livro,  muito variados, como o tal madeiro que o Sr. Cón. Falcão lhe pediu para apanhar do chão, que podia tropeçar nele. Era um fósforo, afinal... 

IMG_20210908_102542.jpg

O Patrocínio é um homem agradável e a bem com a vida, mesmo com alguns percalços que já sofreu. Fala sempre por bem e até se refere à semana que o Sr. D. Augusto César lhe pagou para irem para a Madeira, ele e a esposa, com tudo pago. Não é por nada, mas apetece-me dizer bem deste moço! E continua a ajudar sobretudo o Sr. P. Castanheira, o ecónomo da diocese, dando o que pode para os processos do património estarem sempre atualizados...

Também falámos dos nossos encontros, quer dos tempos antigos em que ele também fazia parte da direção e destes novos tempos em que a pandemia não nos deixa reunir. E aconselhou os responsáveis de agora a falar primeiro com o P. Castanheira com vista a qualquer encontro no Seminário de Alcains, ele que é o Reitor. Eu tomei nota, naturalmente! 

Ao casal Andrade e ao António Patrocínio um muito especial "bem-hajam" por nos virem alegrar neste retiro que escolhemos na "praia das pedras negras". Passem bem...

António Henriques

NOTA: O Patrocínio informou-nos que o Escarameia, pároco de Vila Velha de Ródão, escreveu um livro sobre as suas vivências no Seminário. Será verdade? Então, António Escarameia, acendes uma luz e  põe-la debaixo do alqueire, tão escondida que ninguém dá por ela? Temos de ir a Vila Velha saber das novidades... E podemos comer a sopa de peixe, que também é outra preciosidade da terra! AH 

2 comentários

Comentar post