Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Crónica do Gavião

15.07.19 | asal

TÃO PARECIDOS…

Tó Manel.jpg

 

Foram centenas de anos de influência árabe e islâmica que passaram pela conferência da Professora Doutora NATÁLIA NUNES, na Biblioteca Municipal do Gavião, integrada nas Comemorações dos 500 Anos do Foral Manuelino de Gavião (1519 -2019). 
Por mais medo(s) que os fundamentalistas inspirem, os povos ibéricos são herdeiros de um extraordinário legado cultural, e não só, transmitido pelos “mouros” durante os séculos da sua presença na Península Ibérica.
Ali mesmo, na sala, no centro das mesas, as laranjas, os limões, os figos e as uvas lembravam os paladares islâmicos. Mas também se falou de palavras, de arte, de ciência, de filosofia, de música, de religião monoteísta, de agricultura, de regadios, de noras, picotas e açudes, de chás e ervas medicinais, de medicina, de música, de Averróis, de Avicena, de Fátima (a filha do Profeta) de “figas” e amuletos, de aldrabas, de mouras encantadas, de poesia … De tantas coisas!
Para terminar, tocou-se, ouviu-se e dançou-se música “moura”…
Afinal, somos mais parecidos do que alguns queriam!

António Manuel Silva