Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Colaço expõe em Mação

COLAÇO.jpg

 VAMOS INCENDIAR.TE, MAÇÃO


António Colaço concebeu, no âmbito da 25.ª Feira Mostra do Concelho de Mação, o projeto VAMOS INCENDIAR.TE, MAÇÃO. 
Trata-se de um Memorial com duas dimensões:
1- No stand do Município na Feira Mostra esteve patente um triptíco concebido a partir de restos do incêndio do Vale das Árvores. São duas telas, aglomerado de partículas de madeira, em que surgem coladas alfaias e outros materiais que encontrou no seu terreno depois do incêndio. Peças queimadas pelo fogo e oxidadas pelo tempo que trazem memórias e são complementadas pelo que restou do poste de eletricidade que alimentava o furo da horta. O buraco central resultante do esforço de um picanço (ou pica-pau) para fazer o seu ninho tem destaque neste pedaço de madeira banhado a ouro e ornamentado com “caligrafias imaginadas” e colagens em que cada um “escreverá o que quiser”. A uma afirmação do povo que, tal como o pássaro, “não desiste e continua a lutar”. 
2- Na Igreja Matriz, no sábado, 30 de junho, às 17h, foi instalada uma criação que tem como elemento principal um tronco de oliveira queimado a fazer lembrar “um Cristo crucificado” e cujo negro “pintado” pelas labaredas faz contraste com o vermelho, numa evocação com derrame de tinta vermelha que será derramada e escorrerá pela parede da Torre. Tó Manel.jpg
Um autêntico Cristo crucificado que representa todo um concelho sacrificado às chamas devoradoras do nosso verde horizonte. O tronco ficará exposto a meio da Torre, dependurado por cordão de aço. 

 

Para António Colaço este projeto é A ARTE ao serviço do RENASCIMENTO de um povo que não se verga ao esquecimento de quem nos governa, o pior dos incêndios.

(Com base em texto da página facebook da C. M. Mação)

 — com Vasco Estrela e Margarida Lopes.

 

Escreve António Manuel Silva

                                                                                             4 fotos em Galeria (clicar)