Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

A Associação antes de 2010 - 3

17.05.20 | asal

Voltando aos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco, aqueles que há muitos anos acharam que valia a pena encontrarem-se, conviver e fazer amizades no tempo em que a carta e o telefone eram os grandes meios de comunicação, temos hoje a continuação do testemunho do António Patrocínio. Ontem, ele falou sobretudo dos encontros da Buraca. Hoje espraia-se por outras paragens, dando a entender que havia um grupo que cultivava a amizade em grau superior. Sinal maior dessa amizade está nesta foto ao lado, do último aniversário do João Heitor, celebrado em Nisa com um convidado especial, o amigo António Patrocínio. Eis as suas palavras. AH

Patrocínio + Heitor.jpg

 

O primeiro contacto que tive com o grupo dos ex-seminaristas foi num restaurante que o Marques Alves tinha junto à linha do comboio em Entrecampos, isto por volta do princípio do ano de 1970. Aí nos juntámos várias vezes, alternando com a casa dele na Ramada (Odivelas). Era um número restrito e aí combinávamos os vários encontros mais abrangentes. Os mais assíduos eram o João Heitor que comandava as tropas,  além do Dias Nogueira, o Marques Alves, eu, o Manuel Carrilho, o Abílio Cruz Martins e mais alguns mais velhos de que eu agora não me recordo.

O Marques Alves tinha nos baixos de sua casa um escritório com uma espécie de agência de jogos da Santa Casa e era aí que ele nos disponibilizava os meios necessários para fazermos a nossa escrita, tal como uma lista  (caderno) de todos os antigos alunos cujos nomes previamente tinham sido solicitados aos seminários diocesanos. Nessa lista constavam os nomes por ordem alfabética, moradas que se iam actualizando, com números de telefone.

Essa lista estava em poder do João Heitor e ele levava-a sempre para a Buraca, de que já falei antes. Também era essa lista que servia de base para se enviarem as circulares que também se redigiam no escritório do Marques Alves. Faziam-se os envelopes e seguiam depois pelo correio.

Além do encontro da Buraca, em cada ano tínhamos pelo menos mais dois encontros: pelos santos populares, a sardinhada (que muitas vezes era na Senhora da Rocha, em Carnaxide) e o magusto pelo São Martinho, que teve lugar em locais diferentes. No magusto, alguém residente na zona saloia (Loures) e conhecedora do ramo, se encarregava de arranjar a água-pé.

Havia outros passeios ou de autocarro ou de automóvel. Fizemos um passeio à Bairrada caves do Barrocão - almoço) e visitámos o D. Marcelino em Aveiro. Neste passeio, ainda visitámos o museu de Santa Joana Princesa  e a Gafanha da Nazaré, sempre acompanhados pelo Sr. Bispo).

700000026.jpg

De outra vez (dois dias) fomos em passeio para Portalegre (Serra de S. Mamede – morangal), organizado pelo Cón. Lúcio (quem quis dormiu no Seminário) e também visitámos a quinta do Padre Marques Pires, a casa do Padre Nuno Tavares, visitámos o antigo seminário e castelo de Marvão) e almoçámos na Santa Casa da Misericórdia, onde o João de Deus era provedor.

Outra vez fomos também a uma quinta que o Manuel Luis Farinha tinha ente Almeirim e Alpiarça.

Em todos esses encontros, tinham também papel de relevo as respectivas esposas, onde, como muito bem diz o Pires Antunes, elas contribuíam com zelo e alegria na eloboração de tudo quanto era necessário para que tudo corresse bem.

500000004.jpg

Não posso aqui esquecer o Zé Manuel Estevinha que nos deixou muito cedo e que também fazia parte dos mais assíduos.

As fotos que descobri referem-se pelo menos a três passeios: a viagem a Portalegre e arredores, uma ida a Abrantes, onde na Chainça fomos recebidos pelo Alberto Duque e outra viagem a Nisa, com paragem na minha casa, onde tivemos a presença do Sr, D. José Alves e do Sr. Cón. Lúcio.

Outros poderão dizer mais, completar ideias e informações. Mas uma coisa é certa: lembrar aqueles tempos ainda deixa água na boca.

António Patrocínio

NOTA: Estas 15 fotos falam por si. Olhem esta juventude!