Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

A Associação antes de 2010 - 1

07.05.20 | asal

Caro António Henriques, respondendo ao desafio, junto três fotos do Encontro realizado na Buraca, em 14/02/1987, e que descobri ao abrir uma gaveta. Talvez ainda descubra mais, mas isto tem de ir com vagar, pois ando um pouco em baixo neste momento, com problemas digestivos que espero ultrapassar.

Buraca1.jpg

Vai uma foto do conjunto dos participantes nesse Encontro, outra de uma das mesas do almoço e ainda uma outra da sessão realizada, como ainda hoje acontece, depois do almoço.
As Irmãs que estavam sediadas na Casa do Bom Pastor confeccionavam a refeição e havia sempre entre nós um conjunto de voluntários, nomeadamente da Comissão cujo presidente era o Torres Heitor. Ele combinava as ementas, fazia o registo do pessoal que ia chegando, enfim,  orientava tudo o que era preciso fazer.

Buraca2.jpg

Muitas vezes havia colegas que traziam vinho das suas garrafeiras particulares, assim como os digestivos.

Neste Encontro, se não estou em erro, foi o Leonel Cardoso Martins que trouxe vinho da sua produção em Portalegre.
Nas sessões havia lugar para apresentação de um assunto/tema de interesse e, depois, havia lugar a que cada um pudesse intervir, como ainda acontece.
Para terminar lá vinha o chá com os bolinhos.
Antes da Buraca, a partir dos anos 60, os Encontros eram em locais variados, tais como a Senhora da Rocha - Carnaxide, na Ramada ( casa do Marques Alves, em Almada (Quinta do Seminário), etc.

Buraca3.jpg

Sublinho o trabalho do Patrocínio, do Manel Carrilho, do Abílio Cruz Martins, do Joaquim Nogueira, e ainda outros de que agora não me ocorre o nome. 
O Patrocínio tem de certeza mais elementos, assim como o Manel Carrilho, e o Joaquim Nogueira.
Faltou referir que os Encontros da Buraca iniciavam-se com a Eucaristia presidida, a maior parte das vezes, pelo D. Marcelino. Vinha sempre um sacerdote representante do Seminário de Portalegre e, algumas vezes, também o Senhor Bispo.

Manuel Pires Antunes

Mais um texto do Pires Antunes

Manel Pires Antunes o João Heitor foi desde o início, anos 60, o impulsionador da Associação dos Antigos Alunos dos Seminários de Portalegre-Castelo Branco. Fizeram-se cadernos com os nomes e moradas, telefones, empregos, etc dos antigos alunos de que íamos conhecendo. Ainda tenho comigo algumas dessas listas. Depois, na altura própria lá vinha a Circular a informar do evento com o respectivo convite. Houve sempre uma grande colaboração de muitos antigos alunos na organização dessas actividades, alguns já não se encontram entre nós. Lembro a disponibilidade do Sr. D. Marcelino, do Marques Alves, quer disponibilizando as suas instalações familiares em Odivelas e respectivos transportes, além dos almoços que organizava na sua Casa da Pasto/Restaurante junto à passagem de nível de Entre Campos. Hoje tem outro proprietário e é conhecido pelo Entre Copos. E não posso deixar de citar também o Patrocínio e Manuel Carrilho, o Abílio Cruz Martins, o Joaquim Nogueira, juntamente com as esposas respectivas contribuíam com o seu trabalho para arranjar as mesas, os grelhadores e confeccionarem as petiscadas. Certamente estarei o omitir outros nomes, mas de momento lembro-me destes. Quando lá chegávamos à hora marcada, já estava tudo adiantado, como saladas, carnes grelhadas ou sardinhas a entrar na brasa. Também se ia a outros sítios, e estou a lembrar-me de termos ido a casa do Herculano fazer um encontro e um outro entre Alpiarça e Almeirim, a casa do Chico Ruivo. Foram uns anos ricos em convívio com antigos amigos e colegas de estudo.

NOTA: fica aqui o desafio aos colegas. Vamos ressuscitar os dados interessantes da nossa história. Daquelas caras (tão novinhas!) já se foram embora uns. Outros ainda andam por aí a viver momentos semelhantes a este. Alguns desapareceram por completo e nada sabemos deles. É assim a vida: cada um é livre de optar! Mas nós gostávamos de nos encontrar mais vezes e em maior número. Também somos uma família. AH

3 comentários

Comentar post