Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

25 de Abril

24.04.22 | asal

Olá, caro Henriques!

Ant. Gil Martins.JPG

Antes de mais, embora avesso a celebrações, quero agradecer-te e a quantos, mesmo silenciosamente, como acontece comigo em tais circunstâncias, se lembram de mim neste aniversário.
Depois, como gosto de ser solicitado, e porque estamos a viver tempos um tanto similares na Europa aos que invoco num texto que escrevi para o Jornal Escolar, a propósito dos 25 anos do 25 de Abril, aí te o envio para o que achares por bem, e, como sempre, sem compromissos.
Um abraço!
Gil
NOTA: E aqui está a tua colaboração, com muito gosto. AH
 

GESTAÇÕES DE ABRIL

Bombas cravadas no coração dos Balcãs...

Abril de espinhos,

Abril de escravos;

Vidas destroçadas nas bermas dos caminhos...

Tiranos eslavos fazem leituras vãs,

Ignoraram a lição

De uma Revolução de flamas

E de cravos floridos

Nas fendas dos “tapa-chamas”:

Em tempos ainda não escurecidos,

Houve tiranos apeados

Por capitães arvorados

Em libertadores sentidos

Vinte e cinco anos de gozos e dores...

Vinte e Cinco de Abril

De cantigas e flores...

Alguns feitos amos,

A outros feitos danos...

Rasgámos fronteiras

Pusemos o país “com dono”

E temos campos ao abandono!...

Mas ainda erguemos bandeiras,

Ainda corre uma aragem,

Ainda há gente sem sono

Que vai passando a mensagem:

Desfez-se a ditadura

E cumpriu-se a liberdade;

Ainda é a mesma, a saudade;

Falta cumprir-se a cultura!

Mas se vivem de recordações

Nossos pais, nossos avós;

Cantamos nós suas canções,

Quem vibra já somos nós!

Abril sobrevive às gerações!..

        ( Gil  --  Abril de 1999)

Aniversário

24.04.22 | asal

João H Ribeiro1.jpg

Faz anos neste dia o João Henriques Ribeiroque reside há alguns anos na "Ericeira Domus", onde já estive.

Se não me engano, são 87 primaveras de quem nasceu nos Carregais - Montes da Senhora, andou no Seminário até ao 10.º ano e depois fez a sua vida profissional como professor em Angola, vindo a residir em Castelo Branco depois do 25/04, onde se empenhou na cultura e na vivência cristã muito ativa.

Aqui lhe damos os nossos PARABÉNS, sabendo que ele já não frequenta estas páginas. E ainda lhe desejamos vida longa com saúde e gosto de viver. É a filha que mais se aproxima dele agora.