Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Mas não foi o 31!

31-01-2020.jpg

Muitas razões se podem aduzir para o número pequeno de presenças na Parreirinha, mas cada um pode imaginá-las: 31 de Janeiro, afazeres de final de mês, amanhã teremos outro almoço, estava a chover, eu sei lá que mais...

O Zé Ventura envia a foto e diz apenas:

«Os resistentes desta sexta-feira, não obstante a chuva miudinha. Amanhã teremos mesa mais composta. Abraço.»

Pois é, mas não deixa de ser notícia! E por isso aqui se regista o habitual almoço de sexta-feira na Parreirinha de Carnide. Abraço aos convivas. E até amanhã em Alfragide, pelas 11 horas.

AH

Respigos dos sonhos

Do Facebook para aqui:

Estrasburgo.jpg

António Colaço: «Há um ano, por estes dias, andava ansioso, à espera de começar a saga que me levaria à UAGME-Unidade de Apoio Geral ao Material do Exército, em Alcochete, para ali intervir junto da Chaimite PALAVRIL, que hoje se encontra em Mação, a celebrar a madrugada libertadora de Abril de 1974.

Agora, a outra escala, serei capaz de me lançar à tarefa de homenagrar a saga dos portugueses que demandaram terras de Franca, nos anos 60, fixando esse período na Catedral de Estrasburgo onde, creio, irei expor no Salon Josephine, em Junho, pela mão do meu querido e incansável amigo, Zeca Jose De Jesus Andre

Zeca1.jpg

 

Zeca: «Tudo está a ser preparado com tempo e minúcia. A mobilização do Animus e do seu dinâmico Presidente, António Henriques, foi decisiva para angariar o apoio financeiro necessário para esta expedição que conta também com o apoio da ACPS (Associação Cultural Portuguesa de Estrasburgo) da qual sou sócio-fundador). Os talentos portugueses têm que ser visíveis junto dos outros portugueses geograficamente distantes e muitas vezes esquecidos. Ao artista, António Colaço, a nossa gratidão em ter embarcado entusiasticamente neste projeto cultural. A todos os que contribuíram com dinheiro, sem os quais o projeto não seria possível, o nosso bem hajam.

 

NOTA: Caro amigo, eu não sou presidente de nada, graças a Deus. Eu sou um simples trabalhador a mexer neste blogue "ANIMUS SEMPER" com as poucas habilidades técnicas que tenho e com a vontade de também ajudar a unir o grupo dos Antigos Alunos, mesmo que a tarefa seja ingente!!! E, já agora, continuo a ser pedinte: faltam 400 € para cobrir todas as despesas!

António Henriques

Aniversário

Aqui estamos a saudar os 38 anos do nosso amigo Tiago PioTiago Pio.jpegUm jovem, muito jovem, com espírito lutador... Pelo Facebook, sabemos que é bombeiro de profissão no agrupamento de Castelo Branco. E estuda...

PARABÉNS, TIAGO! Muita saúde, que é uma preocupação tua! Muitas felicidades, muitos amigos... E que consigas escalar todos os teus objetivos. Abraço deste grupo.

E vê se apareces, pelo menos em Alcains, em 16 de maio.

Contacto: tel. 964 522 404

Transferência

1 (2).png

Já está!

Acabo de enviar para Estrasburgo o primeiro contributo em dinheiro para a viagem dos materiais da Expo do nosso amigo Colaço a apresentar no Centro Português daquela cidade.

Faço-o com orgulho e alegria em nome de todos os que estão a colaborar nesta iniciativa do José de Jesus André. Ao lado, a foto dos primeiros 1.000 € transferidos. 

Faltam ainda 400 € para completarmos o montante dos gastos calculados pelo Zeca. E espero mais amigos colaboradores.

António Henriques

Atrasada, mas é notícia!

Acabo de receber agora a foto dos comensais da Parreirinha da sexta-feira, dia 24/01.

24-01-20.JPG

E que vou dizer? 

Nesse dia eu entretive-me com os 40 aposentados da escola Paulo da Gama, no nosso almoço de Natal e Ano Novo. Tudo gente fixe, mas um pouco consumidos pelos anos, naturalmente, como eu me encontro em certos dias...

Se tivesse ido a Carnide, outras caras da mesma idade eu ia encontrar.  Caras de amigos com quem gostamos de estar, muito mais que o simples almoço anual que deste lado do Tejo fazemos.

E reparo que todos estes vão ao Encontro de Alfragide no próximo sábado, à exceção do Zé Figueira, por razões de saúde nos seus 90 anos.

Graças a Deus que a vida nos tem mimado com muitos benefícios, um deles a passagem pelo seminário. Vamos vivendo com alegria e gratidão. 

AH

Aniversário

IMG_0952.jpg

Faz anos o Abílio  Delgado, do Vergão Fundeiro, um bancário na reforma e a viver com todo o gosto e muita alegria ali ao lado, na turística Ericeira, onde ainda oferece os seus préstimos à solidariedade social na Ericeira Domus.

Hoje estamos contigo, Abílio, nos teus 71, com os nosso PARABÉNS e votos de muita alegria e saúde por muitos anos.

Olha lá, reparo agora que o vosso nome ainda não está na lista e costuma estar... Esta foto é de Novembro no Restelo!

Contacto: tel. 936 273 580

Inscrições para Alfragide

Estamos já a caminho de Alfragide, com Encontro no próximo sábado, dia 1/02, no Seminário de N. Sr.ª de Fátima,  dos Dehonianos, com início pelas 11h. Contamos (ou contávamos, depende de vós!) com mais colegas, mas os dias para as inscrições estão a esgotar-se. 

Depois de muitas entradas e saídas, hoje (29/01) temos as seguintes 45:

Inscrições:

Abílio Cruz Martins (2)

Alexandre Pires (2)

Aníbal Henriques (1)

António Colaço (2)

António Eduardo (2)

António Henriques (2)

Pe António Martins Cardoso (1)

António Martins da Silva (2)

António Pequito Cravo (1)

António Pereira Ribeiro (1)

António dos Reis (1)

António Rodrigues Lopes (2)

Armindo Luís (2)                                                                      Este mapa pode ajudar

Mapa Alfragide.png

Francisco Cristóvão (2)

Francisco Simão (2)

João Oliveira Lopes (2)

João Pires Antunes (1)

João Torres Heitor (2)

Joaquim Dias Nogueira (1)

Joaquim Mendeiros (2)

José Andrade (2)

José Cardoso Pedro (1)

José Castiço (1)

José Maria Lopes (1)

José Maria Martins (1)

José Ventura Domingos (1)

Pe Lúcio Alves Nunes (1)

Manuel Bugalho (2)

Manuel Inácio (1)

Manuel Pires Antunes (1)

Total : 45

Inscrições, até 28-01-2020, por e-mail, facebook ou para qualquer dos seguintes elementos da comissão: Heitor 967 421 096 –Nogueira 919 482 371- Martins da Silva 965 026 324 - A. Henriques -917 831 904- Mendeiros 969 015 114.

Boas notícias

Mais um pouco e lá chegaremos! Vieram mais 180 euros.

Zeca.jpg

Chegámos aos 1780 €. Puxa, que o rabo custa a esfolar...

O Zeca já quase tem o apoio que precisa para a difícil e trabalhosa tarefa de levar a exposição do Colaço a Estrasburgo por carrinha. E tu, amigo que estás a ler, não achas que também podias empurrar um pouco para a frente? Não com a barriga, mas com a carteira. Tira lá 100 e pede-me o IBAN. Com três ou quatro ofertas acabamos a tarefa. 

Em Junho, um número significativo de colegas e amigos vai ter essa alegria especial (e interior) de ver em Estrasburgo um artista português levado por outro português lá residente, que cumpriu um sonho inesquecível de valorizar em França os valores de Portugal.

AH

Aniversário

Hoje é o dia de anos do Celestino Pinheiro, do Vale da Mua, nascido em 28-01-1955.

Celestino.jpg

Frequentou as Universidades do Porto e Católica, leccionou na Secundária de S. João da Madeira, onde vive, e presentemente goza a sua jubilação, sem ter parado ainda, pois continua ligado à Universidade Sénior da sua terra. Bonita vida! Sim, eu bem o sei...

Meu caro, aqui vão os PARABÉNS DO GRUPO, com votos de muita saúde e alegria de viver... 

Contacto: tel. 967934495.

 

Regionalização: sim ou não?

Caro Henriques
Aí te envio mais uma colaboração, para o nosso ponto de encontro...o indispensável e sempre esperado Animus.
Desta feita, foi a Regionalização que me espicaçou. Um tema repetente, mas nem por isso menos importante, para o desenvolvimento do nosso interior, tanto à deriva. Podemos e devemos discuti-lo porque sempre alguma luz brotará das nossas reflexões. Se a descentralização já é um bom passo, na direcção certa, a Regionalização se for bem planeada, poderá produzir alguns frutos para as nossas gentes, em vias de extinção. Louvo mais uma vez a tua dedicação exemplar para a Vida da nossa estimada Associação.
Num abraço, votos de Saúde e de Paz

Florentino2.jpg

Florentino Beirão
 
 

O território anda à deriva

Os números que nos revelam o retrato do interior do nosso país, relativamente à sua demografia, mostram-nos uma realidade, à qual não podemos fechar os olhos. Recentemente, ficámos a saber pela coordenadora do Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território, Paula Santana, que nas zonas rurais do país onde nos incluímos, nos últimos 30 anos, já perdemos mais de 40% da população. Se já o intuíamos, por observação diária, agora com este estudo, ficamos a conhecê-lo com maior precisão. O mesmo relatório revela-nos ainda que a variação da população foi negativa em 68% dos municípios, e positiva apenas em 32%,ou seja um terço.

Numa análise mais fina, o mesmo estudo mostra-nos ainda que há 20 municípios com densidade demográfica inferior a 10 habitantes por quilómetro quadrado. Desta baixa densidade fazem parte, na Beira Baixa, os concelhos de Idanha-a-Nova, Castelo Branco e Penamacor.

Se olharmos para o número de nascimentos de 2019, estes dão-nos também uma triste realidade. Os nascimentos em geral, se subiram um pouco no país, no interior, tal não aconteceu no passado ano. Nomeadamente nos distritos de Castelo Branco, Portalegre e da Guarda.

Só no concelho de Castelo Branco, segundo a “Pordata”, entre 2010 e 2017, perderam-se 3000 alunos no ensino básico e secundário. E a tendência, se não forem tomadas medidas potenciadoras de mais emprego e de medidas fomentadoras de maior natalidade, neste concelho e noutros mais do interior, será para se manter esta linha estrutural descendente.

Com mais idosos e menos crianças e jovens, com este nosso declínio demográfico e, cada vez mais, apanhados pelas alterações climáticas – temperaturas elevadas, incêndios e cheias - não haverá futuro promissor nestas terras tão esquecidas do interior, de onde continuam a partir para a emigração e imigração, sobretudo os mais jovens.

Temos consciência de que, de um momento para o outro, não será fácil podermos inverter significativamente esta realidade, por melhores e mais eficazes que sejam as políticas que forem implementadas.

Nos tempos que nos é dado viver - já no império romano era muito semelhante - a atração pelos grandes centros urbanos faz parte da nossa civilização moderna. Este novo paradigma iniciou-se na Europa, como sabemos, com a revolução industrial do séc. XVIII. Nos anos seguintes, foi crescendo de tal modo que as zonas urbanas se tornaram espaços colossais, onde o anonimato e o individualismo ganharam terreno e imperam. Portanto, nos próximos tempos, as aldeias rurais irão continuar a diminuir e muitas delas poderão mesmo desaparecer.

Esta situação acontecerá certamente em muitos concelhos do país os quais, todos os anos, perdem habitantes a favor das grandes cidades ou para os países de emigração.

Quanto a nós, impõe-se aos planificadores do nosso território encontrarem propostas válidas e eficazes para que as pessoas que ainda vivem nas pequenas aldeias ou vilas possam vir a residir em cidades de média dimensão do interior do país, onde não faltem os bens essenciais à vida moderna, com serviços de qualidade: saúde, educação, lazer, cultura e outros.

Só será possível a criação destes espaços urbanos, se existirem empresas robustas, fornecedoras de empregos bem remunerados e uma programação turística, a partir do património material e imaterial de cada região. Deste modo, aliviavam-se as grandes cidades, geradoras de poluição e potenciadoras de alterações climáticas, criando-se cidades, com melhor qualidade de vida.

Na opinião de Teresa Sá Marques (Público, 19.01.20), coordenadora científica de um plano que se propõe estudar a forma como vamos gerir o território nacional até 2030, uma das opções a implementar no país, para se tentar resolver esta complexa problemática, deverá ser avançarmos para uma regionalização do país, onde a democracia de proximidade seja capaz de discutir e promover soluções adaptadas a cada região. Segundo a mesma investigadora, além de defender a regionalização, acrescenta que “ a governança territorial não tem de ter sempre as mesmas geografias”. E remata “nós precisamos de bons políticos, mas mais que bons políticos, precisamos de um sistema inteligente, o que significa que temos de ter uma sociedade muito mais participativa, instituições muito mais capacitadas, para conseguirmos gerir, mesmo quando temos maus políticos. Neste momento, Portugal tem um problema de capacitação (….) hoje exige-se mais conhecimento e muito mais competência”. Já vai sendo tempo de deixarmos de ser um país à deriva, com ou sem regionalização.

florentinobeirao@hotmai.com

Aniversários

Mais dois amigos em festa

Celebra hoje o seu 76.º aniversário o P. Joaquim Martins Valente, Diretor in solidum do Secretariado P Joaquim M Valente.jpgDiocesano das Missões e das Obras Missionárias Pontifícias; Pároco in solidum (moderador) de Alpalhão, Amieira do Tejo, Arez, Gáfete, Montalvão, Nisa (Espírito Santo e Senhora da Graça), Santana, São Matias do Cacheiro, São Simão do Pé da Serra e Tolosa.

No meio de tanto espaço, desejamos ao P. Valente muita energia para a sua missão se cumprir ao gosto dos seus fiéis. Aqui ficam os nossos PARABÉNS e a nossa amizade.

Contacto: tel. 960 047 412


Luís Costa.jpeg

 

MAIS UM ANIVERSARIANTE, O LUÍS COSTA

 

Aqui registamos o evento: O Luís Costa, de Castelo Branco, faz hoje 69 primaveras. Deixamos um abraço de PARABÉNS e votos de muita saúde e felicidade por muitos anos. 

ENCANTOS E DESENCANTOS

De contrastes é este nosso mundo e muitos sofrem... Cá temos novamente o Pires da Costa. AH

Eufóricos, sejamos contentes,

pires da costa.jpg

Do mal a terra está despida.

As verdades são as correntes

Da arte nos espíritos contida.

 

Tantos a praticar maldições.

Tantos a destroçar corações.

 

Tempos novos já surgiram

Enalteçam-se as maravilhas

As quotas do bem já subiram

Verdejam continentes e ilhas.

 

Tantos desprotegidos a penar,

Tantos abastados a esbanjar!

 

Fraterno mundo enfim chegou

O bem nos protege e abençoa.

Já não se diz que alguém roubou

Já ninguém mente ou atraiçoa.

 

Tantos esforços que se goraram.

Tantos apelos que se desprezaram!

 

Alegres, os defensores da verdade

Pensam no mundo em que estão.

Ei-los contentes, com liberdade,

Fraternos e sem dor ou solidão.

 

 Tantos espoliados à nossa volta,

Tantos usurários por aí à solta!

 

Sorriem os destruidores da pobreza

Os altruístas, caridosos e justos.

Premeia-se a verdade com justeza,

Corre a vida tranquila, sem custos.

 

 Tantos abutres para corromper

Tantos despojados do seu haver!

 

 ……………………………………….

Há dois mundos fundidos num só,

O bem e o mal a puxar se afastam.

Digladiam-se sem piedade ou dó,

Tantos sentimentos que contrastam.

 

Afastem-se os calhaus da maldade,

Sigamos pelas veredas da lealdade.

 

Publique-se o edital da solidariedade,

Cumpram-se todas as leis da cidade!

A. Pires da Costa

Quem quer o livro?

Livro Bonif.jpg

Ei, amigos, já recebi o livro do Sr. Cón. Bonifácio sobre o Seminário de Portalegre.

Para quem quiser adquiri-lo, junto o email e o n.º de telefone do autor, para ele vo-lo enviar:

Bonifácio Bernardo <bonbernardo@gmail.com> /

tel. 938 490 015

 

NOTAS: 1 - Levamos 30 livros para Alfragide. Se não os vendermos lá, temos de os carregar para Alcains, em Maio. Mais uma razão para tu ires ao Encontro do dia 1 de Fevereiro - o próximo sábado - no seminário dos Dehonianos em Alfragide;

2 - A primeira curiosidade que me prendeu foi ver no final do livro o nome de todos os professores e alunos que por ali passaram desde o ano letivo 1955/56 até a 2001/2002, quando entrou o último aluno - Ricardo Jorge Santo Dionísio, de S. Miguel d'Acha.

E quantos já faleceram?!

AH

Aniversários

PARABÉNS A DOIS!

Ilidio Mendonça.jpg

- Nos Montes da Senhora nasce em 26-01-1946 o P.e Ilídio Alberto Ribeiro Mendonça, meu vizinho (quase que te via do Ripanso!), que, além de Assistente do Secretariado Diocesano da Pastoral Familiar, é presentemente Pároco de Alcains, Caféde, Escalos de Baixo e de Cima, Lardosa, Lousa, Mata, Póvoa de Rio de Moinhos, Sobral do Campo e Tinalhas.

Deita o coração ao largo, que o que tu não podes fazer nessas tantas terras, será Deus a fazê-lo! Claro, como é que tu podes vir aos nossos encontros? Com tantas ovelhas a pastorear...

Olha, manda o teu irmão a representar-te! 
Contactável pelo tel. 964 800 277.

 

João Inácio.jpg

 

- Vem a seguir o João da Silva Inácio, nascido na Sertã em 26-01-46, a viver em Almada (tão perto de muitos de nós - não vais aparecer em Alfragide no dia 1 de Fevereiro?) e contactável pelo tel. 966 920 927.

 

           PARABÉNS AOS DOIS AMIGOS! SEJAM FELIZES...

O apoio avança

Zeca1 (2).jpg

Calma, António! Tem esperança... Isto vai devagar, mas vai. Olha que a tua tensão sobe e começas a dormir mal. E a culpa não é da Antonieta, que anda preocupada com as coisas que magicas.

Se hoje tiveste dois telefonemas e um email a confirmar que mais três amigos querem apoiar, podes dormir descansado e fazer a tua vida.

Vai lá amanhã para a visita à Ajuda com os teus amigos da Casa do Educador, distrai-te, que tudo se há-de arranjar.

Que tenhas um bom sábado!

J. Ripanso (também posso usar alter egos, não acham?)

Pág. 1/5

Mais sobre mim

PORQUÊ

VAMOS COMEÇAR

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D