Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

Faleceu mãe do José Centeio

Acabo de receber um telefonema do António Colaço com notícia triste:

José Centeio1.jpg

encontrando-se ele com o Sr. P. Castanheira, este comunicou-lhe que a vida difícil da mãe do nosso amigo José Centeio tinha chegado ao fim. Deixou o filho sozinho na terra.

Nós sabíamos que o Zé Centeio há algum tempo se tinha disposto a tratar da mãe, que precisava de contínuos cuidados... Acabaram estas suas tarefas!

O funeral da mãe do nosso amigo será na próxima sexta-feira, dia 2 de Agosto, na Lousa, pelas 9 horas. 

Não haverá ninguém que possa estar presente nesta hora difícil a acompanhar esta família? A amizade empurra-nos para atos solidários. Colegas da região de Castelo Branco, atenção a este triste evento.

Que Deus a receba na sua Paz eterna.

Vai faltar a Parreirinha...

Um tipo anda cada vez mais velho... e não é que me esqueci mesmo de enviar a foto do último almoço na Parreirinha?! Foi no passado dia 19 de Julho.

19-07-2019.JPG

Ainda vai a tempo de publicação?!
É que vamos voltar na próxima sexta-feira, dia 2 de Agosto, e ainda me podem “bater” pelo esquecimento. 
O restaurante Parreirinha vai fechar para férias a 12 de Agosto até dia 28.
Nesse período, os almoços não se realizarão. 
Um abraço, Tonho Henriques, e.... tem lá paciência. Podes é acrescentar mais qualquer coisinha, sobre os nossos convívios semanais.

Manel Pires Antunes

NOTA: Pronto, tenho de aproveitar o dia 2 de Agosto ou o dia 9 para matar saudades destes amigos, que a Parreirinha fecha para férias...

E, depois de um mês e meio a faltar por causa das canadianas(!!!), já estou mesmo com saudades... Vou ver se a minha esposa, enfermeira, cuidadora, cozinheira e motorista me pode levar lá, ao menos no dia 2, a próxima sexta-feira. No dia 9, já ca temos filhos e seus amigos e familiares, o que ainda nos alegra mais. AH

Curiosidades

Cangalhas, cangalheiros e agências funerárias

Mário Pissarra.jpeg

1. Aprendi o significado de cangalhas como sinal de óculos. Usar cangalhas, pelo contexto, remetia para um velho de óculos. «Usa cangalhas» ou «com aquelas cangalhas» tinha sempre um sentido depreciativo. Remetia sempre para a figura de uma pessoa idosa e com os óculos na ponta do nariz ou, então, para algum pitosga com óculos tipo fundo de garrafa. Numa sociedade em que o acesso a óculos tinha mais a ver com o estatuto económico-social do que com a necessidade, era natural que este sentido pejorativo se enraizasse na linguagem do povo. Os óculos eram sempre um acréscimo pouco estético à figura humana. No século XVI, quando o uso de óculos se tornou moda, nos Países Baixos, surgiram caricaturas em que até os porcos e e cães usavam cangalhas.

2. Mais tarde aprendi que também se usa o termo como sinónimo do que aprendi a chamar «angarelas», usadas pelos burros para transportar água ou outro tipo de cargas. Das mais rudimentares de madeira com espaço para quatro cântaras ou dois molhos ou sacos até à sua reformatação em ferro há grandes ganhos em simplicidade, leveza e e facilidade de utilização. Também conheci este tipo de instrumento em seirões mais parecidos com os alforges. Estas cangalhas eram também um acrescento à albarda do burro.

Cangalhas.jpg

3. Só tardiamente associei e aprendi que a palavra cangalheiro deriva de cangalha. A proibição dos enterros nas igrejas e o aumento da distância para os cemitérios fez nascer o uso de uma padiola, um carro puxado por um só boi para transportar o cadáver ao cemitério. Do transporte de cangalho ao feito por populares evolui-se para a carreta e desta para o carro funerário. A burocratização do processo criou a necessidade de serviços especializados para tratar de tanta papelada. Assim nasceu a sofisticada indústria funerária. Não consta que os que já fizeram esta viagem se tenham queixado de falta de comodidade do cangalho ou elogiado o caro conforto das agências.

Mário Pissarra

Aniversário

É O TEU DIA, FERNANDO!

Leitão Sertã.jpg

 

Graças a Deus, continuamos vivos, com saúde bastante para desfrutar a vida, com família e amigos que nos confortam. Estou a falar contigo e comigo, meu caro amigo, porque sinto já a brevidade dos dias, o que faz que eles sejam cada vez mais importantes...

Conhecem o Fernando? Nasceu em Sernache do Bonjardim no dia 31 do ano da graça de 1935, pastoreou algumas freguesias, mas profissionalmente foi sobretudo um professor empenhado, algumas vezes na direcção da própria escola, como em Esgueira - Aveiro, onde vive há muitos anos.

Mas, mesmo vivendo longe dos locais dos nossos encontros, ele vem por aí abaixo, está presente e ainda é capaz de arrastar consigo outros amigos, como aconteceu na Sertã, aqui entre o António Valentim Pires da Costa e o Júlio Cardoso Alves.

Aqui deixamos, pois, os MAIS SINCEROS PARABÉNS ao Fernando Cardoso Leitão Miranda no seu aniversário e desejamos longa e feliz existência a este nosso amigo, na companhia de sua esposa e restante família e juntamente com os muitos amigos que comungam com ele a alegria da vida.

Contacto: tel. 919 783 001

Direito à memória

Gavia10.jpg

 

Todos temos direito à memória, um património indispensável para a nossa estruturação, dizia o Alves Jana no Gavião. Nós aqui também assumimos o dever de avivar essa memória, para o passado consolar o nosso presente.

 

Por isso, trago para aqui dois testemunhos: 

 

1 - do António Colaço:

GAVIÃO, MEMÓRIAS E CHÃO

Colaço4.jpg

A casa onde nasci é, desde há alguns anos, um parque de estacionamento.

O Seminário onde iniciei, com mais quarenta e um colegas, os meus estudos, é, desde há alguns dias, um montão de ruínas, em planeada demolição.

Alves Jana, com a edição do seu livro "O Meu Seminário", fez com revisitasse a minha terra natal.

De que terra somos, quando já sem qualquer chão, apenas as memórias parecem serem o único lugar habitável?!

Foi isso que quis dizer na apresentação, mas que o atropelo da emoção tornou inviável.

 

2 - Do António Manuel Silva:

O RESGATE DE MEMÓRIAS DO SEMINÁRIO

Tó Manel2.jpg

Foi no GAVIÃO, como não podia deixar de ser, que José Alves JANA quis apresentar o seu livro “ O meu Seminário (1963-1974)” tendo convidado o amigo e companheiro antigo de muitas e animadas aventuras de juventude por terras do Alto Alentejo e outras, António COLAÇO, para presidir à sessão, no dia 27/07, na Biblioteca Municipal do Gavião.
Com a sala composta, onde o Presidente da Câmara do Gavião, José PIO, fez questão de estar presente, decorreu uma conversa simples, esclarecedora e bem-humorada onde, mais que falar do livro, se resgataram memórias que o A. COLAÇO, qual mágico improvisado, fez saltar do seu baú de recordações e que outros “artistas” convidados escavaram no mais fundo das suas recordações como foi o caso do próprio JANA, do ZÉ PEDRO, do MANUEL DOMINGUES e do ANTÓNIO MANUEL, quatro dos muitos jovens que passaram pelo Seminário do Gavião e ali quiseram também vir dar o seu testemunho garantindo estarem agradecidos e em PAZ com as suas memórias do seminário.
Foi assim…

Aniversário

João Alves Mendonça P..jpg

 

Estamos hoje a dar PARABÉNS ao nosso colega P. João Alves Mendonça, nos seus 76 anos. Presentemente é Pároco de Santo André das Tojeiras e Sarzedas.

Desejamos-lhe saúde, energia e as bênçãos de Deus para cumprir suas tarefas com alegria e felicidade.

Contacto: tel.  966 297 655

Mais um

Amável André.jpg

Pois é, estamos sempre a acrescentar a nossa lista...

Também hoje faz anos o Amável André, de Escalos de Baixo, nascido no longínquo 1935, colega de viagem no seminário dos António Valentim, Rito, Manuel Pereira, Júlio, Fernando Leitão, Curado...

Cursou Direito na Universidade de Lisboa, trabalhou no Banco de Portugal e vive em Almada. Um dia destes ainda o vemos nos nossos encontros.

PARABÉNS, Amável, e votos de muita saúde e longa vida, fruída com felicidade.

Já temos contacto telefónico: 933 760 582

NOTA: Afinal o Amável é de Freixial do Campo, vizinho do António Valentim Pires da Costa. Foi graças aos esforços do Manel Pires Antunes que conseguimos os dados certos. Obrigado, Manel. E foi graças a um comentário anónimo (não esqueçam de assinar no fim!...) enviado pelo Fernando Leitão Miranda que tudo isto começou. Fernando, és um grande colaborador. Abraço.

Deixo este acrescento para todos saberem como são estas tarefas. AH

Aniversário

José Cruz.jpg

Dia de aniversário para o José Cruz, nascido em 1957. Mas dele pouco sabemos, pois não temos mais informações nos nossos ficheiros e ele frequenta pouco estas redes sociais e ainda não nos respondeu.

Na sua pág. do Facebook diz que é mecânico e vive em Alcains.

Assim, os PARABÉNS deste grupo para o nosso amigo, a quem desejamos as maiores felicidades.

Também não temos contacto telefónico.

Aniversário

Manuel da Conceição Mendes. jpg.jpeg

Mais um em Julho...

Hoje celebra o seu 61.º aniversário o Manuel da Conceição Mendes, diácono permanente adstrito ao serviço das Paróquias de Abrantes e Alferrarede e a morar na Chaínça.

Damos-lhe os PARABÉNS e desejamos a este amigo muita saúde e sucesso no trabalho a que se dedica ao serviço do povo de Deus.

Contacto: tel. 241 361 396 

Pág. 1/6

Mais sobre mim

PORQUÊ

VAMOS COMEÇAR

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D