Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

14-08 - Nun'Álvares

19.08.19 | asal

De uma conversa no Facebook:

Nun'Álvares.JPG

Meu caro, aqui vão duas fotos da Estátua de Nuno Álvares Pereira (S. Nuno de Santa Maria), sita na av. do Restelo, no relvado ao cimo da Av. da Torre de Belém e por baixo da Ermida de S. Jerónimo (antigos frades Jerónimos que viviam na enorme cerca que incluía o Mosteiro dos Jerónimos).

Foram tiradas do carro, com uma certa distância, por isso a qualidade não está grande coisa. Mas como pediste uma foto, ela aqui vai para não se perder o fio à meada, depois do artigo que o nosso ilustre professor de história Tó Manel, dos Vales, publicou no Facebook a propósito do dia 14 de Agosto, data da batalha de Aljubarrota. 

Nun'ÁlvaresA.JPG

 

Esta estátua - a única que passa a existir em Lisboa, em homenagem ao nosso herói e santo - deve-se aos esforços de uma Comissão constituída para tal, em que se destacou um ilustre beirão, de Ninho de Açor, Dr. António Gonçalves Lourenço, que faleceu recentemente, oito dias antes de completar 105 anos, e a quem tive o privilégio de conhecer. 
Não chegou, no entanto, para assistir ao momento por que tanto ansiava. 
Aos 103 anos lançou um pequeno livro, com prefácio do sr. Cardeal Patriarca, D. Manuel Clemente, descrevendo a história sobre a desejada estátua de Nuno Álvares Pereira para a cidade de Lisboa, desde 1925!
Quando passares por aqui, vais tu fotografar ao pé a Estátua de Nuno Álvares Pereira, o herói que Lisboa há longo tempo queria distinguir. 
Um abraço.

Manel Pires Antunes

 

Do António Manuel M. Silva são as palavras seguintes e uma foto: 

Nun'Álvares1.JPG

 

14 de AGOSTO

Faz hoje 634 anos que portugueses e castelhanos se enfrentaram na denominada Batalha de Aljubarrota. 

Foi na tarde de 1385 e ali se decidiu a manutenção da independência de Portugal por mais uns anos.
O nosso vizinho de Cernache do Bonjardim, agora Santo Nuno Álvares Pereira, surgiu como herói nacional.

NOTA: Assim nos encontramos uns com os outros. Mandem mais colaborações (um textozinho e uma ou duas fotos das vossas incursões pelas belezas de Portugal). AH