Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Animus Semper

Associação dos Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Portalegre e Castelo Branco

"10 RAZÕES CIVIS CONTRA A EUTANÁSIA” - 2

19.02.20 | asal

 Volto às 10 razões civis contra a EUTANÁSIA do nosso CARD. Tolentino Mendonça

Tolentino.jpg

 

  1. Recordo o que me contou, emocionada, uma voluntária que trabalha há anos numa unidade oncológica: “ O que me faz impressão é o número de pessoas que morrem completamente sós.” Devia-nos impressionar a todos a desproteção familiar e social que tantos dos nossos contemporâneos experimentam precisamente na hora em que se deveriam sentir sustentados pela presença e pelo amor dos seus. A solução não é avançar para medidas extremas com a eutanásia, mas inspirar modelos de maior coesão, favorecendo práticas solidárias em vez de deixar correr a indiferença e o descarte.
  2. Por trás da vontade de morrer subjaz sempre uma vontade ainda maior de viver, que não podemos não ouvir. Claro que a vida dá trabalho. Que o serviço à vida frágil, à vida na sua nudez, implica muitos sacrifícios e uma dedicação que parece maior do que as nossas forças. Mas coisa nenhuma é mais elevada do que essa. Talvez em vez dos heróis que sonambulamente festejamos,as nossas sociedades deveriam colocar os olhos no verdadeiro heroísmo: o heroísmo daqueles que enfrentam o caminho do sofrimento; o heroísmo daqueles que se dedicam ao cuidado dos outros como testemunhas de um amor incondicional.
  3. As nossas sociedades têm de se perguntar se já fizeram tudo o que podiam fazer para promover e amparar a vida, sobretudo a daqueles que são mais frágeis.
  4. Os paradigmas de felicidade da sociedade de consumo são paraísos artificiais talhados á medidos do indivíduo, que passa a preocupar-se apenas por si mesmo e que se apresenta como o seu começo e o seu fim. Em nome dessa felicidade assiste-se facilmente ao triunfo do egoísmo. Porém, a pergunta ancestral “ onde está o teu irmão?” será sempre um limiar inescusável na construção da felicidade autêntica.
  5. Àqueles que, movidos pelos melhores sentimentos, veem na eutanásia um passo em frente da nossa civilização, recomendo a leitura do conto de James Salter intitulado “A Última Noite” ( Porto Editora,2016). Tem razão quem escreveu que a literatura é uma lente para olhar o humano.
  6. Diga-se o que se disser, a vida é a coisa mais bela.

       José Tolentino Mendonça

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.