Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

JUSTA HOMENAGEM

P. José Esteves homenageado

unnamed.jpgPor intermédio do José Ventura, soube da notícia do "Diário Digital de Castelo Branco", que fala da próxima homenagem ao amigo e antigo pároco de Sobreira Formosa, P. José Esteves.

Trago para aqui a notícia pelo seu valor simbólico (quanto este homem se identificou com as pessoas e suas aspirações...) e pela relação afectiva que me liga a ele e à minha terra natal. Largo da Devesa, o da minha escola primária, em frente da qual ainda hoje se mantém altaneira aquela magnólia de lindas flores brancas que eu tanto admirava. Largo da Devesa, onde aprendi a andar de bicicleta, que se alugava ao Sr. Manuel Janeiro (se a memória não me falha!). Também se fala do Largo central da vila, onde há mais de 80 anos nos abrigamos à sombra desta estendida vegetação que não sei identificar... AH

 

 

Aqui fica a notícia:

«As obras de requalificação do Largo da Devesa e Rua do Comércio, na vila de Sobreira Formosa, estão a entrar na reta final e serão inauguradas no dia 20 de agosto, às 17h00, no decorrer dos tradicionais festejos em honra de São Tiago Maior.

Na mesma ocasião será ainda homenageado o Cónego José Esteves, que foi pároco em Sobreira Formosa de setembro de 1971 a outubro de 2005 - data da sua morte, com o descerrar de um medalhão na futura Praça Cónego José Esteves. “É da mais elementar justiça homenagear o Cónego José Esteves uma vez que, pelos mais de 35 anos ao serviço da paróquia de Sobreira Formosa, foi ator principal no desenvolvimento da freguesia em várias vertentes, ultrapassando muito para lá o serviço de sacerdote”, refere João Lobo, presidente da Câmara Municipal em comunicado enviado ao Diário Digital Castelo Branco. “Fazê-lo no Largo da Devesa é o local próprio pois o Cónego José Esteves realizou com vários sobreirenses, ao longo de 22 anos ininterruptos, as festas de São Tiago Maior precisamente neste largo. É portanto uma singela homenagem a um homem que não sendo da Sobreira se tornou sobreirense”...»