Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Animus Semper

In memoriam Álvaro Esteves

MULHER DO ÁLVARO DESCOBRIU A ANIMUS SEMPER

 

Mensagem:

«Boa noite,
Pediu para lhe mandar um email pois aqui está ele...!!
O Álvaro faleceu em 1983, devido a um acidente de viação, na marginal Cascais Lisboa. Foi um dia de manhã quando ia para o trabalho. Esteve 21 dias em coma, não resistindo acabou por falecer no dia 15 de Agosto. Tinha 33 anos.
Ontem andava a procurar umas pessoas quando fui dar com a pág. dos antigos alunos do seminário. Procurava o Padre Varão que foi quem veio a Lisboa casar-nos, fiquei a saber que tinha falecido em 2014 e também o Padre Adelino que foi padrinho do nosso casamento.
Tivemos uma filha que está hoje com 49 anos e é uma excelente pessoa, tal como o pai...!!
Desde ontem que tenho pensado muito num amigo que ele falava muito, o único nome que me vem à cabeça é Ramiro, não sei se seria...
Construí uma nova vida mantendo sempre a sua memória. 
Cumprimentos para todos com votos de muita saúde
Bia» 

+++++++++++++++++++

1 -

Este foi o mail de resposta da Bia, mulher do Álvaro, que nos descobriu nos comentários do Blogue.
A novidade que mais interessa aos alunos de 1963 é que tinhamos a informação de que o Álvaro teria falecido na guerra colonial, versão que, assim, aqui fica relatada por quem com ele conviveu.
2 -

Por sua vez, ao darmos conhecimento de que o pequeno filme "1963" que realizamos aquando no nosso reencontro na Ericeira, no ano 2000, era dedicado ao Álvaro, deu-nos conta da sua alegria e de como iria surpreender a filha de ambos.

3 -

Aqui ficam algumas das fotografias que, a nosso pedido, encontrou no sótão das suas memórias.

A Animus Semper continua a ser o verdadeiro lugar de encontros e reencontros que sempre a caracterizou.

Álvaro, como vês, tu e todos os que já partiram, continuam SEMPRE no meio de nós.

António Colaço

 

 

 

1 comentário

Comentar post