Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Animus Semper

DIÁLOGOS SIGNIFICATIVOS

Aconteceu ontem!

Portalegre 19-05-2012 223.jpg

 

QUA 12:40 – Um Sr. Joaquim Mateus pede-me amizade no Facebook.

Quem será? Este nome nada me diz e, como costumo fazer nestas circunstâncias, escrevo como resposta:

A.H. - Não conheço o Sr.. Porque me pede amizade?

QUA 19:59

Joaquim Mateus: - Meu amigo António Henriques, acho que nos conhecemos de vários lados. Por exemplo da Buraca, da animus, de Carnide, de Alcains, de Portalegre, do Gavião, etc etc

A.H. - Caramba, tantas referências e das fortes, que não dá sequer para duvidar! Bem-vindo, que depois pelas fotos eu chego lá. Abraço.

(entre parênteses, digo o que fiz então: cliquei logo no sim, mas sem foto, como vou saber quem é?  Ah!  Vou à página do FB do Joaquim Mateus e na gaveta do “Sobre” vejo qual a data de nascimento. Corri para a nossa lista cronológica de nascimentos e descobri logo quem era...) Então respondo-lhe:

A.H. - Já percebi tudo. Escondeste o Silvério e depois querias que eu te visse... Mais um abraço. Vai à página do ANIMUS SEMPER.

Joaquim (Silvério) Mateus - Sempre resisti a isto dos facebooks e companhia e devo ser o único portuga vivo que ainda não jardinava por aqui.

Decidi continuar a não resistir e, por incrível que seja ou pareça, foi há dois ou três dias que me registei.

E mal me registei apareceu logo um conjunto vasto de amigos, de caras conhecidas. Foi nessa situação que, a medo, toscamente (porque não sei como isto funciona) carreguei nuns botões para ver o que dava.

E deu, que já tive algumas respostas simpáticas, aliás!

Voilá!

 A.H. - Tenho animado alguns a andar por aqui, a pensar que cada ano que passa nos fechamos mais em casa. As redes sociais ainda nos vão valendo para sabermos coisas uns dos outros, falar com eles, dizer que estamos vivos.

E o blogue, que vai fazer um aninho no dia 5/07, é bem um caso de sucesso como ponto de encontro entre a malta. Já vai com 42.443 visitas, à média de 112 diárias. Inimaginável. Podia dizer tanto...

E espero as tuas palavras para aqui.

Deixaste saudades... Abraço, Ant. Henriques

1 comentário

Comentar post