Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

A MORTE DO P. LUÍS

Luis1.jpeg

Do João Lopes, conterrâneo do P. Luís - os dois de Alcains, recebemos este testemunho. AH

 
 
Meu caro António

 SE te parecer, podes publicar no blogue a notícia triste da morte do Luís  Moreira.  Acabo de telefonar para o Lar dos Cebolais. Disseram-me que sua morte apanhou toda a gente de surpresa. No sábado, ainda se encontrava bem;  a doença de alzheimer parecia estabilizada e, na manhã, de sábado, dia 25, morreu  de morte súbita, supondo-se que tenha sido vítima de um enfarte de miocárdio fulminante.
 A senhora diretora que conheci na visita que no ano passado lhe fizemos, com grande alegria sua e nossa, acrescentou que era uma pessoa supercalma e muito dada  à oração na capela que várias vezes visitava.
 E é assim a vida, amigo!  Devo muito ao Luís - um homem muito discreto que escondia uma forte espiritualidade. Parecia viver em permanente união com Deus. Disse-lhe claramente que o tinha como um santo. Respondeu-me, no seu modo tímido, que as aparências iludem e que os grandes santos são os que se consideram pecadores! Calei-me.  Há silêncios que valem mais do que mil discursos.
Temos mais um santo a rezar por nós junto do coração de Deus. Não será isso a comunhão dos santoJ.Lopes.jpgs? O Monsenhor Freire que, no tempo, o acompanhou assim como na morte, falava-me do seu pároco com muita admiração.  Isto é para mim o seu melhor elogio,  feito por uma pessoa muito ponderada e cautelosa.

 Que o Padre Luís descanse em paz com Deus e Nossa Senhora, é o que muito lhe desejamos.  O  Luís teve sempre uma saúde débil, creio. No final do "Caminho do Céu" de Guerra Junqueiro (que pouca gente conhece) Jesus convida a entrar no paraíso  aqueles que souberam aceitar as dores da vida com paciência,  aproximando-se cada vez mais de Deus.   Diz o poeta que republicano e anticlerical fora:" Entram no Céu todas as almas que se libertam dos desejos egoístas, as almas que vivem unicamente para o Bem, para amar os outros.  E, chegando ao paraíso, não esquecem o mundo."

J. Lopes  

 

Da pág. do Facebook também coligimos estes testemunhos:

 

Joaquim Mendeiros Pedro Não o conheci, mas vejo pelos seus amigos, meus amigos também, que foi um santo homem. Que descanse em paz.
 
Arménio Silva Duque Sentidos pêsames.
 
Manel Pires Antunes Paz à sua alma! Também soube hoje o Jornal Reconquista. Era natural de Alcains e foi pároco em várias paróquias do concelho de Idanha-a-Nova.
 
António Luís Não privei muito com o P. Luís.Mas deu-me a impressão de ser uma pessoa serena, dedicada ao seu trabalho pastoral e sobretudo de uma bondade natural.