Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

À FAMÍLIA PIRES MARQUES

Este comentário trouxe ao presente um facto passado.

Dou-lhe este destaque para não se perder na voragem do tempo: ficaria perdido em mensagem já lida há muito. Obrigado, A. Rito, pelo teu testemunho. AH

 

«Só hoje, dia 11 de Abril de 2017, tive conhecimento da partida do nosso querido, estimado e muito admirado Cónego Henrique Pires Marques. O testemunho que quero, aqui, deixar tem três dimensões: a primeira perde-se, no mundo da introspecção e da inteligência superior, em que, o Cónego Pires Marques pairava, a cada momento; a segunda alonga-se na saudosa memória que ainda guardo da sua Mãe, Senhora duma extrema bondade, duma paciência quase infinita. Uma conselheira nata.Falo assim porque passei muito tempo das minhas férias em casa do Pires Marques e a Mãe, sempre a exercer sobre nós uma custódia meiga e sábia; a terceira dimensão consolidou-se, no nosso Pires Marques que não vejo, há tanto tempo. Martinchel foi palco de bons e saudáveis momentos. A minha saudade alonga-se por um passado, em que foram protagonistas principais, o Cónego Pires Marques e Senhora sua Mãe.

Um abraço para o Pires Marques do

António da Silva Rito»