Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Animus Semper

MAIS UM TESTEMUNHO

 D. António Marcelino - mais um testemunho

marcel.jpeg

 

Conheci-o ainda como jovem estudante. Fazia parte do coro que participou na inauguração da nova Igreja de Montes da Senhora. Nesta aldeia permaneceram (ele e os colegas) vários dias, ensaiando. Fiquei encantado com a sua voz. Já em Alcains, tive o privilégio (anos 50) de participar eu na sua missa-nova, na Lousa. Depois de ter ido para Roma, tornei a encontrá-lo em Portalegre, agora como professor de Teologia (recordo-me do Direito Canónico) e como impulsionador de várias actividades que desejava implementar no Seminário Maior, entre elas, um grupo de cinema, onde aprendíamos as diferentes técnicas da filmagem e a interpretação dos filmes. Assim, iniciou-se com o seu acompanhamento a assistência a filmes que passavam na sala do Crisfal, um cinema novo, na Jardim da Corredoura, em Portalegre. Era propriedade da família Sequeira, dono da fábrica do pimentão de Santo António das Areias. Na inauguração projectou-se o filme Os Dez Mandamentos. Semanalmente, sob a sua supervisão, incluíamos uma apreciação dos filmes e das técnicas da filmagem no jornal Distrito de Portalegre. Já em Lisboa, tendo sido nomeado bispo auxiliar, encontrei-o no Colégio das Dominicanas do Restelo, onde andaram os meus filhos e onde ia, de quando em vez, fazer palestras ou orientar grupos de católicos. Pelo menos, anualmente, encontrava-o nos nossos encontros da Buraca. Em Aveiro tive também oportunidade de o visitar. Aos antigos alunos proporcionou um passeio pela zona de Aveiro, com visita a umas caves, almoço na Costa Nova e visita ao Convento/Museu de Santa Joana, tendo oferecido uma moldura a todas as senhoras que faziam parte do grupo. Foi um grande amigo e o primeiro impulsionador da nossa Associação. Que o Pai o tenha junto Dele. Não deixará certamente de nos acompanhar lá do alto.

Manuel Pires Antunes