Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Animus Semper

MEMÓRIAS DA ESCOLA

O que andamos por aí a fazer? Realmente, reforma é uma coisa, inactividade é outra...

Portalegre 19-05-2012 106.jpg

 

Desta vez, apresenta-se o António Manuel M. Silva, reitor da Universidade Sénior de Proença-a-Nova, num projecto muito interessante. AH

 


«A UNIVERSIDADE DE LISBOA, através do seu INSTITUTO DE EDUCAÇÃO- IEUL, e a CÂMARA MUNICIPAL DE PROENÇA A NOVA, através da sua UNIVERSIDADE SÉNIOR, estão a desenvolver uma parceria que implica actividades diversas e áreas temáticas ligadas à educação e ao ensino, especialmente ao 1.º Ciclo.
Nestes primeiros meses de 2017, o trabalho de campo desenvolvido pela Universidade Sénior de Proença a Nova, com o pólo da Sobreira Formosa, consistiu na recolha de memórias, orais, escritas, documentais e iconográficas, de antigos alunos e professores. A recolha continua. Dois dos objectivos são a preparação de uma Monografia e a organização de um Banco de Memórias Escolares.
No próximo dia 07 de ABRIL, sexta-feira, realizar-se-á um ENCONTRO “MEMÓRIAS DA ESCOLA” com Professores da Universidade de Lisboa (IEUL), especialistas em História da Educação, e historiadores locais que falarão sobre o tema e desenvolverão os conteúdos das parcerias.
O Encontro, que terá a presença do Eng. João LOBO, Presidente da Câmara Municipal, será no Auditório Municipal e as entradas são livres, gratuitas e abertas a todos os interessados. O encerramento estará a cargo do Prof. João MANSO, Vice-Presidente da Câmara Municipal.
Para mais pormenores, segue CARTAZ.»

TÓ MANEL

 

proença.jpg

 

A MORTE DO P. LUÍS

Luis1.jpeg

Do João Lopes, conterrâneo do P. Luís - os dois de Alcains, recebemos este testemunho. AH

 
 
Meu caro António

 SE te parecer, podes publicar no blogue a notícia triste da morte do Luís  Moreira.  Acabo de telefonar para o Lar dos Cebolais. Disseram-me que sua morte apanhou toda a gente de surpresa. No sábado, ainda se encontrava bem;  a doença de alzheimer parecia estabilizada e, na manhã, de sábado, dia 25, morreu  de morte súbita, supondo-se que tenha sido vítima de um enfarte de miocárdio fulminante.
 A senhora diretora que conheci na visita que no ano passado lhe fizemos, com grande alegria sua e nossa, acrescentou que era uma pessoa supercalma e muito dada  à oração na capela que várias vezes visitava.
 E é assim a vida, amigo!  Devo muito ao Luís - um homem muito discreto que escondia uma forte espiritualidade. Parecia viver em permanente união com Deus. Disse-lhe claramente que o tinha como um santo. Respondeu-me, no seu modo tímido, que as aparências iludem e que os grandes santos são os que se consideram pecadores! Calei-me.  Há silêncios que valem mais do que mil discursos.
Temos mais um santo a rezar por nós junto do coração de Deus. Não será isso a comunhão dos santoJ.Lopes.jpgs? O Monsenhor Freire que, no tempo, o acompanhou assim como na morte, falava-me do seu pároco com muita admiração.  Isto é para mim o seu melhor elogio,  feito por uma pessoa muito ponderada e cautelosa.

 Que o Padre Luís descanse em paz com Deus e Nossa Senhora, é o que muito lhe desejamos.  O  Luís teve sempre uma saúde débil, creio. No final do "Caminho do Céu" de Guerra Junqueiro (que pouca gente conhece) Jesus convida a entrar no paraíso  aqueles que souberam aceitar as dores da vida com paciência,  aproximando-se cada vez mais de Deus.   Diz o poeta que republicano e anticlerical fora:" Entram no Céu todas as almas que se libertam dos desejos egoístas, as almas que vivem unicamente para o Bem, para amar os outros.  E, chegando ao paraíso, não esquecem o mundo."

J. Lopes  

 

Da pág. do Facebook também coligimos estes testemunhos:

 

Joaquim Mendeiros Pedro Não o conheci, mas vejo pelos seus amigos, meus amigos também, que foi um santo homem. Que descanse em paz.
 
Arménio Silva Duque Sentidos pêsames.
 
Manel Pires Antunes Paz à sua alma! Também soube hoje o Jornal Reconquista. Era natural de Alcains e foi pároco em várias paróquias do concelho de Idanha-a-Nova.
 
António Luís Não privei muito com o P. Luís.Mas deu-me a impressão de ser uma pessoa serena, dedicada ao seu trabalho pastoral e sobretudo de uma bondade natural.

FALECEU UM AMIGO MEU

Luis1.jpeg

Acabo de ler na "Reconquista". O meu amigo, Luís Moreira Bernardo, que ainda visitei no Lar de Cebolais, faleceu. Por mais de uma vez aqui falámos dele. Esta foto, tirei-a junto da barragem de Santa Luzia, quando pude encontrar-me com os condiscípulos P. Luís, P. Álvaro e P. Joaquim Pereira. É a vida... Vamos todos escorregando para o eterno, indizível e, esperamos, estado de felicidade maior. Que o Pai o tenha recebido em paz. AH

 

«O padre Luís Moreira Bernardo faleceu no sábado, dia 25, aos 78 anos, anunciou a Diocese de Portalegre e Castelo Branco na sua página na internet.

O sacerdote encontrava-se no lar de Cebolais de Cima, em Castelo Branco.

O corpo esteve em câmara ardente no Seminário de São José em Alcains de onde seguiu para São Miguel D´Acha, uma das últimas paróquias que teve a seu cargo.

É nesta localidade do concelho de Idanha-a-Nova que fica sepultado.

Luís Moreira Bernardo nasceu a 6 de março de 1939 e foi ordenado em julho de 1964.»

 

 

FELICIDADE E CRISTIANISMO

PISSARRA.jpg

 

Perante a falta de textos disponíveis para alimentar diariamente o nosso blogue, fui dar uma volta pelas chamadas redes sociais, concretamente o Facebook, para dele recolher algo de interessante. Topei com a citação de Albert Jacquard e seguinte comentário do Mário Pissarra, que agora ofereço especialmente aos que não usam o Facebook. Ainda há dias um senhor muito importante desculpava os seus dislates referindo o calvinismo como explicação.

Obrigado, Mário Pissarra!

AH

 

Felicidade e cristianismo

"Com a noção de pecado, o cristianismo procurou desqualificar a felicidade. Como interpreta o facto?

"Foi o catolicismo, não o cristianismo, que condenou a felicidade. O cristianismo original era mais uma religião do amor do próximo, da partilha, do pôr em comum, da procura, pois, de uma harmonia nas relações entre humanos que tornasse possível a felicidade. As Igrejas, como qualquer estrutura humana, tiveram em mente, não a difusão de uma «boa nova», mas a extensão dos seus poderes. Basearam, muitas vezes, esse poder sobre o medo que insuflaram nos espíritos, servindo-se nomeadamente das noções de pecado e de danação eterna.
Não só não há que ter vergonha de ser feliz, como deveria ser motivo de brio. Temos o dever de manifestar a felicidade que sentimos; ser feliz, e mostrá-lo abertamente, dá aos outros a prova de que a felicidade é possível."

Albert Jacquard (1997) Pequeno Manual de Filosofia para Uso dos Não-Filósofos, p. 57.

 
 COMENTÁRIO
 
Sem discutir a questão da felicidade e o cristianismo, analisada neste fragmento de modo muito superficial, embora não deixe de ter razão na criação de uma vivência religiosa tormentosa (a tónica é mais colocada no pecado que na graça/dom) e de uma visão que se centra mais na força e no poder da instituição do que na boa nova, gostaria de chamar a atenção para a mensagem final. Não devemos ter vergonha de ser e de afirmar a nossa felicidade. Queremos e temos o dever de ser felizes. Se não for por nós que seja pelos outros. Quem exprime a sua felicidade contribui para a felicidade daqueles com quem contacta e vive.
 
Mário Pissarra

ANIVERSÁRIO

PARABÉNS, CIPRIANO!

CIPRIANO.jpg

 

Celebra hoje o seu aniversário o CIPRIANO PIRES. Diz ele no Facebook que trabalhou nos "Horários do Funchal" (e eu não o vi lá!...) e agora vive em Castelo Branco. É tudo bem pertinho, amigo!

Aqui estamos nós a dar-te os mais sinceros PARABÉNS e a desejar-te muita saúde e felicidade.

É bom fazeres parte deste grupo, daqueles para quem o Gavião foi marcante nas nossas vidas, como também tu reconheces. 

Contacto: tel. 966 273 574

PARABÉNS!

OUTRO ANIVERSARIANTEDuque.png

 

Desta vez, é o José Duque que celebra a festa com a sua família.

Vindo das calendas de 28-03-48, aqui está ele de pé, cheio de força e capaz de viver mais uns bons aninhos.

Parabéns, amigo! Sê muito feliz e cheio de saúde por muitos anos, com esposa e restante família.

E não esqueças: gostamos mesmo de te ver por aqui. Um abraço.

 Contacto: tel. 917 546 327

 

ENCONTRO FORTUITO

IMG_1320.jpg

Foi hoje, na estrada de Azeitão.

 

Estava eu parado, a preparar o carro para a esposa o experimentar pela primeira vez, depois de o termos ido buscar ao ACP, eis que, sentado já no lugar do pendura, à espera que a condutora iniciasse a marcha, vejo ao longe um caminhante, barbudo, com seu cigarrito nas mãos, que se aproxima de nós...

- "Antonieta, espera! Parece que eu conheço este gajo..."

E conhecia mesmo. Comecei a gesticular, mas nada. Tive de abrir a porta, sair e chamar por ele para o encontro ser possível... Era o Arménio Silva Duque na sua caminhada higiénica entre Vila Nogueira e Vila Fresca, onde ele mora (e eu a imaginá-lo em Setúbal...). Há muito já imaginara este encontro. Foi rápido, mas eu prometo prolongá-lo um dia destes.

Conversa dele: então quando começam as inscrições para Marvão? Eu quero estar lá... E autocarro? Sempre vai haver autocarro? Olha que alguns parece que desistiram de ir. Quem? pergunto... Os mais novos, os de 60 e tal...

Arménio, disse eu, em Abril, a Comissão vai avançar definitivamente com os pormenores do encontro de Marvão em 20 de Maio. Já se falou com os principais da terra e a seu tempo começam as inscrições. Ainda vejo muito problemático o contrato com um autocarro (o Arménio ficou triste, era o melhor para ele e outros. Logo ali me disse que então ia comigo!). Quanto aos que não vão, sinceramente não ouvi nada sobre isso. As redes sociais que frequento nunca se manifestaram contra.

Mas não há dúvida que todos temos a liberdade de ir ou ficar em casa. Este grupo de antigos alunos dos seminários de Portalegre e Castelo Branco pauta-se sobretudo pela recordação alegre dos anos que na juventude convivemos e crescemos em personalidade, o que faz com que hoje só de ver um antigo aluno o dia fica mais rico e cheio de boas memórias.

Foi o que me aconteceu hoje com o Arménio. Não me lembrei de registar o momento em foto, mas aí vai uma de Castelo Branco. E é mesmo bom ter outros encontros fortuitos ou combinados...

Para Marvão em força! E o autocarro? É possível enchê-lo? Não se calem. Digam da vossa justiça!

AH

ANIVERSÁRIO

Felismino.jpg

PARABÉNS! 

Hoje, está de parabéns o Felismino Prata dos Santos que terá entrado no Gavião em 1954. É do ano do Alcino Ramos Alves, do Alfredo Lourenço Roque, do Pe João Avelino, do João Farinha Alves, do Joaquim Matias, do Zé Ramalhoso, do Manel Carrilho, entre outros. Anda por aqui no Facebook, como nosso amigo sempre ativo. Parabéns,Felismino Prata. Muitos e bons anos... e aparece a 20 de maio em Marvão Abraço.

 

NOTA: O Felismino não constava da nossa lista. Mas o Joaquim Mendeiros remediou a falta. Boa colaboração...

PARABÉNS!

MAIS UM ANIVERSARIANTE...Lourenço.png

 

Desta vez é o José Lourenço, que já vem de 1949 e que exerce medicina ali por Lisboa, se não estou em erro...

PARABÉNS, amigo! E que a vida continue a sorrir, com muita saúde, amigos e felicidade familiar. 

Ainda há pouco nos encontrámos na Sr.ª da Rocha. E brevemente nos vamos encontrar de novo em Marvão.

Não temos contacto telefónico.

 

 

 

ESTÁ DOENTE

Nem sempre a vida nos corre bem. E o nosso ANIMUS SEMPER - ponto de encontro das nossas vidas - também se assume nas boas e más horas a levar as notícias que nos chegam.

Desta vez, pelo Joaquim Nogueira, soubemos que o Francisco Manso, ainda familiar distante dele, se encontra a sofrer muito no Hospital de S. José, com tumor cerebral.

Fica a notícia e os votos sinceros de todos para uma boa recuperação. AH

 

Pág. 1/5